Siga o Jornal de Brasília

Torcida

Fla tem volta de Rhodolfo e 1º treino em CT de sobreviventes de incêndio trágico

Recuperado de uma torção no joelho e sem jogar desde quando defendeu o Flamengo na derrota por 2 a 1 para o Internacional, no último dia 1º, no Beira-Rio, o zagueiro Rhodolfo voltou a treinar no campo nesta segunda-feira à tarde em atividade realizada no CT Ninho do Urubu.

Depois daquela partida válida pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro, o jogador também sofreu com dores musculares e desfalcou a equipe rubro-negra nos três compromissos seguintes. Ele ficou fora dos empates com São Paulo (1 a 1, no Morumbi) e com Peñarol (0 a 0, pela Libertadores, no Uruguai), assim como não atuou na vitória por 2 a 1 sobre a Chapecoense, no último domingo, no Maracanã.

Ainda em busca de recuperar a sua melhor condição após ser liberado pelo departamento médico do clube e iniciar processo de transição para a preparação física, Rhodolfo ainda não deverá ficar à disposição do técnico Abel Braga para encarar o Corinthians, nesta quarta-feira, às 21h30, em Itaquera, pelo confronto de ida das oitavas de final da Copa do Brasil.

Recuperado de uma entorse no tornozelo esquerdo, o atacante Uribe também trabalhou no campo nesta segunda-feira e deve ser relacionado para o duelo diante dos corintianos. Nesta partida, a tendência é a de que Abel confirme praticamente a mesma formação titular utilizada no empate com o Peñarol, na última quarta, em Montevidéu. 

O único que deve sair entre os titulares daquele duelo é o goleiro César, que no domingo já deu lugar a Diego Alves. Este último retornou após desfalcar a equipe por quatro jogos para poder tratar de uma lombalgia sofrida contra a LDU, pela Libertadores, no dia 24 de abril.

Retorno dos garotos

Dois dos três sobreviventes do incêndio que provocou a morte de dez jovens das categorias de base em um alojamento do CT do Flamengo, no dia 8 de fevereiro, voltaram a treinar no Ninho do Urubu nesta segunda-feira. Foi a primeira atividade realizada por Francisco Dyogo e Cauan no local após a tragédia.

Cauan chegou a publicar uma mensagem em sua página no Instagram para destacar o retorno emocionante ao CT. “Depois de tudo o que aconteceu, estou de volta à minha casa”, escreveu. Francisco Dyogo, por sua vez, fez em suas redes sociais um post no qual aparece em uma foto e na frente da imagem exibiu uma tarja com o nome do CT para lembrar que a sua localização naquele momento era o Ninho do Urubu.

Os dois jovens ficaram um período internados em hospitais após escaparem vivos do incêndio no alojamento. Um terceiro sobrevivente da tragédia foi Jonatha Ventura, que continua o seu processo de recuperação após ter 30% do seu corpo queimado. Ele já recebeu alta hospitalar e prossegue o seu tratamento com supervisão médica.

O dia, por sinal, foi marcado pelo retorno dos times da base do clube aos treinos no Ninho do Urubu. As equipes sub-14, sub-15, sub-17 e sub-20 trabalharam nos campos 4 e 5 do CT, que anteriormente só vinham sendo utilizado pelo elenco profissional E o time sub-16 só não trabalhou no local porque nesta segunda-feira disputou uma partida na Gávea, a sede social rubro-negra. 

Para poder voltar a abrigar treinos dos times de suas categorias de base, o Flamengo precisou cumprir uma série de exigências feitas pelo Ministério Público, entre as quais a presença de uma ambulância no local para poder atender prontamente os jovens caso isso seja necessário.

Com informações do Estadão Conteúdo.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade
  • CHARGE DO DIA

Mais lidas