Siga o Jornal de Brasília

Professor M.

A Era do 3EX chegou, e rápido!

Se você ainda tem dúvida que a Era do 3EX (EXposição EXtrema EXponencial) não existe ou não está acontecendo, ou ainda, não acontecerá, é prudente começar a refletir sobre o tema.

As estatísticas sobre uso da Internet e de APP (aplicativo móvel) indicam que estamos caminhando a passos largos à Exposição Extrema Exponencial.

Segundo dados da APP Annie, cedidos pela Apple e pelo Google, chineses e japonês tem em média 100 aplicativos instalados em seus telefones, e usam com frequência 40 deles.

Os brasileiros possuem em torno de 83 aplicativos e costumam usar 41 deles nos telefones. Os indianos possuem quase 80 aplicativos nos telefones e costumam usar mais de 40 deles.

A soma dos downloads da App Store e do Google Play chegaram a 27,5 bilhões em 2018. Sendo 19,2 bilhões na App Store e 8,2 bilhões no Google Play, com receitas totais de US$ 18,5 bilhões.

Em conexões na internet, o brasileiro em 2018 foi vice-campeão mundial, passando em média nove horas e 29 minutos conectado à rede diariamente. Em termos globais, as pessoas passam em média seis horas e 42 minutos conectada à internet.

Nas redes sociais, passamos em média três horas e 34 minutos conectados diariamente. São dados de pesquisa realizada pela Hoopsuite e We Are Social.

Com esses números fica mais fácil imaginar o quanto nossas informações estão expostas às organizações proprietárias desses aplicativos e dos repositórios sobre nossa navegação na internet.

Exposição consentida

Grande parte de nossa exposição às organizações proprietárias de App, e das páginas que interagimos navegando na internet, são consentidas, têm nossa autorização.

Podemos questionar o “como” e a “forma” em que consentimos armazenarem, processarem e manipularem nossas informações pessoais mas, não podemos negar que essas organizações nos auxiliam em diversas funções, atividades e informações.

Seria um pensamento do tipo: é o preço que pagamos pela conveniência de facilitarem nossa vida diariamente. Precisam nos conhecer para nos auxiliarem.

Parece até uma consulta médica, em que eu digo as “dores” que tenho (diagnóstico) e os profissionais de saúde apresentam os remédios (prognósticos).

Exposição incondicional

De acordo com pesquisa da Hoopsuite e We Are Social, WhatsApp, Facebook, Instagram e Facebook Messenger, os quatro aplicativos pertencentes às empresas de Mark Zuckerberg, foram os mais baixados em 2018 em smartphone e tablets no Brasil.

Imaginemos então, os dados que geramos nos quatro aplicativos, sendo coletados, cruzados e trabalhados conjuntamente, o quanto as organizações de Zuckerberg sabem sobre nós e nos conhecem.

Nossos hábitos, costumes, pensamentos, reflexões, ideias e imagens processadas por algoritmos com os mais diversos objetivos. Conversamos um pouco sobre isso no artigo “Privacidade deve ser o maior desejo no futuro“.

Os dados “isolados” apresentam um certo tipo de informação, mas os dados “cruzados” mostram uma nova visão sobre os usuários e clientes dessas organizações.

Informações obtidas incondicionalmente por quem usa os aplicativos e sites. Incondicional, aqui tem o sentido de “sem restrições’; cruzar os dados plenamente.

Marcos Santos/USP

Exposição Exponencial

A Apple Store quando foi inaugurada a 10 anos atrás, disponibilizava 500 APP para seus usuários. Em 2018 chegou a 2,1 milhões de títulos à disposição dos clientes.

Segundo estimativas da App Anie, em 2022 o Brasil deve superar os oito bilhões de downloads de aplicativos para dispositivos móveis, superando os Estados Unidos, China e Índia. Desde 2015, crescemos em 20% esses downloads.

Chegamos a um ritmo exponencial de exposição, em que a velocidade de utilização de aplicativos e páginas da internet alcançou uma velocidade extrema e inimaginável a tempos atrás.

Podemos afirmar, com certa segurança, que chegamos a um nível alto de dependência dessa tecnologia, das facilidades e conveniências que nos proporcionam, o quanto resolvem muitos de nossos problemas.

E existem mais componentes a serem inseridos nesse contexto exponencial, como por exemplo as Cidades Inteligentes (smart cities) e a Internet das coisas (internet of things – IoT), que multiplicarão em muito a rapidez de integração, cruzamento e processamento de informações.

Nos artigos “Inteligência artificial dará as cartas no futuro” e “Imortalidade digital e gestão de negócios” abordamos conceitos e visões que também se encaixam nesse contexto exponencial.

Regulamentando a exposição

Movimentos mundo afora tem se preocupado com a privacidade de dados e informações das pessoas, em como protege-las e como induzir movimentos com princípios éticos e morais na manipulação pelas organizações.

No Brasil, a Lei nº 13.709, de 14 de agosto de 2018, que entrará em vigor no ano de 2020, dispõe sobre a proteção de dados pessoais, disciplinando seu uso por pessoas físicas e jurídicas:

Art. 1º.  Esta Lei dispõe sobre o tratamento de dados pessoais, inclusive nos meios digitais, por pessoa natural ou por pessoa jurídica de direito público ou privado, com o objetivo de proteger os direitos fundamentais de liberdade e de privacidade e o livre desenvolvimento da personalidade da pessoa natural.

 

Os termos e referências estão postos. Só o tempo dirá o quanto será efetiva!

Fica a expectativa de quanto tempo vai durar a Era do 3EX (EXposição EXtrema EXponencial) . Ou, será que vai acabar algum dia, no ritmo em que a tecnologia se coloca e na velocidade em que nos envolvemos com ela?

Compulsivo em Administração (Bacharel). Obcecado em Gestão de Negócios (Especialização). Fanático em Gestão Estratégica (Mestrado). Consultor pertinente, Professor apaixonado, Inovador resiliente e Empreendedor maker.

Explorador de skills em Gestão de Projetos, Pessoas e Educacional, Marketing, Visão Sistêmica, Holística e Conectiva, Inteligência Competitiva, Design de Negócios, Criatividade, Inovação e Empreendedorismo.

Navegador atual nos mares do Banco do Brasil, UDF/UnicSul e mentoria a Startups. Já cruzou os oceanos do IMESB-SP, Nossa Caixa Nosso Banco (NCNB) e Cia Paulista de Força e Luz (CPFL).

Contato para palestras, conferências, eventos, mentorias e avaliação de pitchs: professor.manfrim@gmail.com.

Linkedin – Prof. Manfrim

Currículo Lattes – Prof. Manfrim

_____________________________________________________________________________

Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade
  • CHARGE DO DIA

Mais lidas