Siga o Jornal de Brasília

Política & Poder

Weintraub sobre contingenciamento: “Não fui eu que fiz, foi o Ministério da Economia”

Weintraub

Da redação
redacao@grupojbr.com

Mesmo elogiando a ação, o Ministro da Educação Abraham Weintraub, apontou um culpado para o polêmico contingenciamento da pasta: Paulo Guedes. O responsável pelo MEC deu a declaração durante sessão convocada pela Câmara dos Deputados para explicar os bloqueios para instituições de ensino superior.

“Não fui eu que fiz, foi o Ministério da Economia, com Paulo Guedes”, afirmou Weintraub durante a sessão. A frase, entretanto, não foi feita em tom de crítica, pelo contrário: “Ele está fazendo o que tem que ser feito. Ciência econômica é uma ciência”, explicou.

Os contingenciamentos — como o governo chama o bloqueio orçamentário — ocorreu ainda no começo deste mês. Na ocasião, Weintraub apontou a falta de eficácia e as “balbúrdias” de algumas instituições como explicação para a ação de limitação de gastos.

Ainda durante a sessão, Weintraub, defendeu que o contingenciamento é de apenas 3,5% — e não de 30%, como a priori havia sido divulgado. O ministro também frisou que o objetivo é reverter mais recursos para a estados e municípios.

Weintraub ainda convidou os parlamentares para que observem de perto os planos do MEC e que a pasta está aberta ao diálogo. Durante a sessão ainda sobrou tempo para esquentar o clima.

O Ministro da Educação se indispôs com outros parlamentares ao questionar a motivação deles para serem contra os contingenciamentos.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade
  • CHARGE DO DIA

Mais lidas