Siga o Jornal de Brasília

Política & Poder

Futuro diretor do Detran-DF, Fabrício Moura quer substituir pardais por barreiras

Francisco Dutra
francisco.dutra@grupojbr.com

O futuro diretor do Detran chama-se Fabrício Moura, 34 anos, servidor do departamento. O nome foi anunciado pelo futuro vice-governador Paco Britto (Avante). Agente de trânsito, Moura foi convidado para cargo pelo próprio governador eleito, Ibaneis Rocha (MDB).

O próximo gestor do Detran promete uma administração equilibrada entre educação, engenharia e fiscalização. Uma das promessas do próximo governo será a substituição de pardais por barreiras eletrônicas. Segundo Moura, o número de trocas ainda não está definido. Mas, a princípio, um conjunto de pardais deverá continuar nas vias. Outro ponto são campanhas educativas para fortalecer a faixa de pedestres. Apesar de o exemplo do DF ser uma referência nacional, a faixa vem perdendo o respeito dos condutores.

“A fiscalização deve acontecer. Mas o objetivo primordial do Detran é preservar vidas. Não é ser um órgão repressor”, comentou. Segundo Moura, está em estudo um projeto de substituição dos pardais por barreiras eletrônicas. Esta é uma medida que tem como objetivo manter a segurança nas vias sem necessariamente implicar em multas para os motoristas. “A ideia é diminuir o número de pardais”, reforçou.

Moura também espera promover uma gestão que reaproxime o Detran dos brasilienses. Hoje a autarquia é muito criticada pela população, que julga que os agentes estão mais focados em multar do que em educar. “Nós teremos para frente um trabalho árduo. E ouvindo a população, é claro”, garantiu.

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade
  • CHARGE DO DIA

Mais lidas