BRASÍLIA - Segunda

16ºMIN32ºMAX

BRASÍLIA - Terça

17ºMIN30ºMAX

BRASÍLIA - Quarta

14ºMIN30ºMAX

BRASÍLIA - Quinta

14ºMIN35ºMAX

BRASÍLIA - Sexta

16ºMIN34ºMAX

Cidades.

Publicação: Quinta-feira, 23/01/2014 às 15:00:00     Atualização: 23/01/2014 às 14:56:30
A+A-
Seja o primeiro a comentar

Cartão Material Escolar beneficiará 130 mil alunos

As inscrições terminaram dia 17, mas os estabelecimentos passarão ainda por uma triagem

A rede de atendimento aos beneficiários do programa "Cartão Material Escolar 2014" (CME) aumentará este ano. O número de papelarias inscritas em 2014 é de 350, um aumento de 82% em relação ao ano passado, quando 290 comerciantes se inscreveram.

"Este é um número recorde. Esse ano podemos fazer um trabalho mais rápido, corrigindo as falhas ocorridas no ano passado", destacou o secretário de Estado da Micro e Pequena Empresa, Antônio Augusto de Moraes. Segundo ele, o programa beneficiará 56 mil famílias e 130 mil alunos em 2014.

As inscrições terminaram dia 17, mas os estabelecimentos passarão ainda por uma triagem. A relação dos aprovados será publicada no dia 27 de janeiro, no site da Secretaria da Micro e Pequena Empresa e Economia Solidária do GDF.

O CME é um cartão usado por beneficiários do programa Bolsa Família com filhos matriculados na rede pública de ensino para comprar material escolar diretamente nas papelarias do DF. O cartão é fornecido pelo Banco de Brasília (BRB).

A revendedora de cosméticos Lilian Carvalho Santos, 42 anos, foi uma das beneficiadas pelo CME no ano passado. Com três filhos em idade escolar, sua renda possibilitava apenas a compra de um lápis, uma borracha e um caderno para cada filho. "Faltava cola, lápis de cor, caderno bom, mochila. Agora compro tudo completo. Meus filhos adoram. Estão de férias e já estão perguntando quando vamos comprar o material de novo", disse.

Além de facilitar o acesso das famílias aos materiais, o programa ainda estimula a economia do Distrito Federal, ao fomentar a atividade comercial das micro e pequenas empresas. Quase 97% dos participantes do ano passado são micro empresas, de pequeno porte ou empreendedores individuais.

De todos os estabelecimentos inscritos, 28,22% tiveram aumento de 70% a 100% no faturamento no período de validade do cartão, em comparação ao ano anterior.

A papelaria Shopping Risk, com cinco unidades no DF, foi uma das que registrou elevação nos ganhos com o programa e se inscreveu novamente para participar este ano. "Nossas unidades em Samambaia e Ceilândia venderam 20% mais no período do cartão em relação ao ano anterior", disse Edésio Gontijo, um dos proprietários da rede.

A aprovação do programa pelos estabelecimentos foi de 100%, sendo que 98% o consideraram ótimo. O programa também provocou aumento na geração de emprego. No período de duração do CME 2013, houve elevação de 25% na contratação com carteira assinada.

No ano passado, o CME beneficiou 90.129 alunos. Mais informações sobre o CME 2014 serão divulgadas nos próximos dias pela Secretaria de Educação.

Fonte: Da redação do Jornal de Brasília

Seja o primeiro a comentar.
ComentarComentar
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Serviços.

Assinatura

Tenha seu jornal sempre na mão

Confira nossa Edição Digital

Classificados

Encontre o que você procura

Empregos

Temos um trabalho para você

Hoje temos 419 vagas disponíveis