BRASÍLIA - Terça

14ºMIN23ºMAX

BRASÍLIA - Quarta

12ºMIN24ºMAX

BRASÍLIA - Quinta

11ºMIN25ºMAX

BRASÍLIA - Sexta

10ºMIN25ºMAX

BRASÍLIA - Sábado

13ºMIN27ºMAX

Cidades.

Publicação: Sábado, 31/03/2012 às 07:00:53
A+A-
4 Comentários

Falta de leitos e hospitais públicos lotados são problemas constantes no DF

Leandro Cipriano
leandro.cipriano@jornaldebrasilia.com.br

 

 

A falta de leitos e hospitais públicos lotados são problemas constantes no Distrito Federal. Mas um agravante tem piorado ainda mais a situação. Várias internações nas unidades do Sistema Único de Saúde do DF poderiam ser evitadas se o atendimento na atenção básica fosse melhor.  Para se ter uma ideia, 19,5% das mais de 157 mil internações que já ocorreram na rede pública não precisavam ser feitas se tivessem sido adequadamente diagnosticadas em postos e centros de saúde. Em apenas um ano de pesquisa, foi detectado que os gastos com as internações desnecessárias chegaram a R$ 24 milhões.


A conclusão partiu de uma tese de mestrado da estatística Rozânia Junqueira, chefe da Divisão de Custos e Planejamento do Hospital Universitário de Brasília (HUB). Segundo Rozânia, o trabalho só pode ser feito com informações de janeiro a dezembro de 2008 porque o banco de dados do Sistema Único de Saúde (Datasus) estava fechado no início do seu mestrado, em 2010. Mas, com base na experiência em hospitais públicos, a especialista garante que a situação atual não difere em nada da apontada há quatro anos.


“Hoje, vemos que ainda existem muitas falhas na atenção básica. Os hospitais estão cheios e as emergências cada vez mais inchadas. Se existisse uma atenção primária efetiva para a população do DF, os leitos seriam para atender apenas pacientes em situação mais grave, e não os que deveriam ser atendidos na análise básica”, afirmou.



Ao observar a situação preocupante dos hospitais da rede pública, Rozânia realizou a pesquisa para descobrir a causa exata de os hospitais estarem sempre tão cheios, enquanto o número de leitos estava constantemente abaixo da demanda.


“Trabalhamos dia a dia no hospital e verificamos que muitas internações poderiam ser evitadas”, confirmou Rozânia. “Sem mencionar que o custo delas é muito alto. Já na atenção primária, os gastos são bem menores. Se o atendimento básico nos postos e centros de saúde fosse o ideal,  a população teria  acesso a um atendimento de maior qualidade, e com menos gastos para o governo”, ressaltou.

 

 Leia mais na edição deste sábado (31) do Jornal de Brasília.

Fonte: Da redação do clicabrasilia.com.br

4 Comentários
ComentarComentar
Maria Jose
2 anos atrás
Eu quando se quer algum exame temos que tirar dinheiro do bolso e fazer particular porque se for esperar pelo governo voce nunca faz. Basta dizer que há mais de um anos pedi para marcar uma consulta na especilidade de coluna e até o momento não obive resposta, resultado terei que pagar particular, isto porque su trabalhadora e contribunte. Que tempo tem um médico para fazer um diagnóstico preciso se tem apenas 5 minuto com o paciente?
0 Gostei0 Não gostei
josé
2 anos atrás
o governo deveria fazer uma campanha de publicidade para ensinar ao usuário como funciona o sistema de saúde publica, pacientes procuram centros de saúde para atendimento que devem ser feito em hospitais e vice-versa... 180 milhões para ficar ouvindo essa musiquinha idiota!
0 Gostei0 Não gostei
Luciano Neiva Cabral
2 anos atrás
Quando os exames laboratoriais puderem ser realizados em pacientes externos com a mesma urgência em que são feitos para os internados, é provável que diminua o número de internações desnecessárias...
0 Gostei0 Não gostei
carlos lemos
2 anos atrás
ai entra também a quantidade de exames desnecessários, exames radiológicos e laboratoriais muitas vezes pedidos desnecessariamente. trabalho em laboratório e vejo a quantidade de exame normais ( pelo menos 90% ), pedidos sem nenhum critério pelos médicos. se o paciente for melhor avaliado poderia ser evitado esses internações e exames desnecessarios, sobrando mais recursos para ser aplicado em outras areas.
0 Gostei0 Não gostei
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Serviços.

Assinatura

Tenha seu jornal sempre na mão

Confira nossa Edição Digital

Classificados

Encontre o que você procura

Empregos

Temos um trabalho para você

Hoje temos vagas disponíveis