BRASÍLIA - Segunda

20ºMIN34ºMAX

BRASÍLIA - Terça

21ºMIN32ºMAX

BRASÍLIA - Quarta

17ºMIN32ºMAX

BRASÍLIA - Quinta

19ºMIN29ºMAX

BRASÍLIA - Sexta

18ºMIN29ºMAX

Cidades.

Publicação: Domingo, 24/10/2010 às 10:25:57     Atualização: 24/10/2010 às 12:59:33
A+A-
3 Comentários

A churrascaria favorita de JK

Renata Rios

renata.rios@clicabrasilia.com.br


 

Logo ao lado da barragem do Paranoá, existe um pequeno restaurante. Discreto, a atração mais marcante poderia ser a vista privilegiada da barragem. Mas o lugar ficou famoso por ter sido a churrascaria favorita do ex-presidente Juscelino Kubitschek. A história da Churrascaria Paranoá se mistura com a da capital.

 

O lugar foi inaugurado em 1956, como uma lanchonete que só servia salgados e bebidas. O negócio de Gomes Calixto dos Santos, dono do lugar, logo começou a crescer e, em 1960, passou a se chamar Churrascaria Mossoró. Durante dez anos, o restaurante foi chamado assim, até que, em 1970, passou a adotar o nome de Churrascaria do Paranoá.

 

A clientela da churrascaria sempre foi bem variada. “Almoçavam aqui dos operários que construíram a barragem até o presidente”, conta o atual administrador do lugar, Fábio dos Santos, filho do pioneiro. O proprietário faz questão de manter, até hoje, as características da época em que JK o freqüentava. Mesas , cadeiras, fotos na parede em preto e branco criam um clima nostálgico, como se , por trás da barragem, Brasília ainda nascesse.

 

Clientela fiel


O restaurante ainda tem a pintura original. Lilás, verde a azul colorem as paredes que exibem as fotos da construção da barragem e das visitas de Juscelino Kubitschek. Uma música ambiente e uma decoração rústica deixa o local aconchegante para seus clientes cativos. “Se não fosse a clientela fixa, o restaurante não funcionaria”.

 

Durante a semana, o restaurante não tem muito movimento. Alguns clientes, já frequentes, almoçam ou jantam ali. “O cliente pode nos ligar avisando que vem para cá. Até preparamos o prato antes para apenas servi-lo logo que o

 

freguês chegar”, conta Fábio.Nos finais de semana, o jeito bucólico do local muda um pouco. “Lotamos o lugar. Cabem 60 pessoas aqui, mas a casa chega a ter mais que isso”, conta o dono.  Em abril deste ano, a atriz e pioneira, Clarestina Maria de Jesus, Clara Luz, 85 anos, comemorou seu aniversário no restaurante. Mais de 100 pessoas foram para a comemoração. “Tivemos que fechar o lugar para o aniversário da Clara”, comemora o gerente.

 

Troca de chefe

Gomes Calixto dos Santos, é mineiro, mas foi criado em São Paulo. “Ele sempre quis ter um restaurante e não exitou quando foi chamado para abrir esse estabelecimento”, conta o filho, Fábio. Aos poucos ele foi comprando as parcelas do local até se tornar o único dono do estabelecimento.
Há algum tempo, Gomes Calixto sofreu um derrame e se afastou do local.

 

Nos últimos cinco anos, o ponto é administrado por Fábio Martins dos Santos, único filho que se dispôs a continuar com a tradição do local. “Somos oito irmãos, mas só eu quis manter a churrascaria aberta e com as características originais”, ele conta. 

 

Fábio procura ajuda financeira para reformar seu restaurante. “É difícil, a maioria das propostas que recebo são para uma sociedade, que no caso, não nos interessa”, explica. Até tombar o estabelecimento já foi cogitado. Porém, a hipótese foi descartada. “Ficaria muito burocrático administrar aqui se fossemos tombados”, ele declara. Atualmente Fábio estuda um empréstimo com o Sebrae, onde inclusive já fez alguns cursos.

 

Culinária


O lugar é famoso também por servir algumas carnes exóticas como carne de jacaré, de galinha d’Angola e de rã. “Começamos a servir jacaré a cerca de um ano e o prato é atualmente um dos carros chefes da churrascaria”, comemora o proprietário.

 

A carne do jacaré não vem do lago, apesar de Fábio brincar que pretende pescar o bicho. “Um jacaré daquele tamanho rende para vários dias”, ele comenta. O alimento é comprado no Pantanal e respeita todas as regras de proteção ambiental. O respeito às tradições é uma regra mantida com ardor durante mais de 50 anos, como seria do gosto do seu Gomes, de JK e de todos que amam a capital federal.

 

Serviço

A churrascaria fica na barragem do Paranoá, no lote 2
O preço do almoço fica na faixa de R$ 20,00 por pessoa mais as bebidas
O lugar funciona e terça a domingo das 10h às 20h
O telefone de contato é: 9805-7822

 


 

Fonte: Da redação do clicabrasilia.com.br

3 Comentários
ComentarComentar
denicinha
3 anos atrás
Já fui nessa churrascaria, o lugar é muito agradavél.E quero voltar outras vezes.
0 Gostei0 Não gostei
Pedro T
3 anos atrás
Ótima pauta.. Realmente muito interessante!!
0 Gostei0 Não gostei
Paulo Fernandes
3 anos atrás
Lendo esta matéria vieram lembranças da minha infância. Nasci em taguatinga e morei no Paranoá até 1977, aprendi a nadar e a pescar no lago Paranoá. Meu irmão trabalhou na década de 70 com seu Calixto na engenhoca de caldo de cana. Acho que os filhos de Brasília que nasceram até o final dos anos 80 e que moraram perto do lago também sentirão saudades daqueles tempos onde erámos felizes e não sabíamos. Brasília nunca mais será a mesma.
0 Gostei0 Não gostei
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Serviços.

Assinatura

Tenha seu jornal sempre na mão

Confira nossa Edição Digital

Classificados

Encontre o que você procura

Empregos

Temos um trabalho para você

Hoje temos 572 vagas disponíveis