Siga o Jornal de Brasília

Gus Oliveira

Última rodada da fase online da Pro League acontece hoje a noite – veja os possíveis cenários para INTZ, Luminosity e MiBR.

A última rodada da fase online da ESL Pro League na América do Norte acontece nesta noite de quarta-feira (14). Algumas coisas muito interessantes podem acontecer durante os jogos de hoje e, nesse post, quero comentar as situações dos times brasileiros e o que eles podem almejar.

Como todos sabem, o Brasil está sendo representado por 3 equipes nessa temporada da Pro League: a INTZ, a Luminosity e a MiBR.

A INTZ está brigando pela última vaga nas finais em lan em Odense (Dinamarca), enquanto a Luminosity briga para não cair para a “segundona” de forma direta (mas já está matematicamente “classificada” para jogar a Relegation) e a MiBR vai lutar para não perder o primeiro seed no campeonato.

O mais interessante é que o caminho dos três brasileiros está bastante cruzado. Seja por destino ou coincidência, eles três terão que se ajudar nesta última rodada para que tudo aconteça como planejado.

Vou explicar isso separando em 3 partes este texto: uma para cada time.

INTZ:
A INTZ fecha a fase online da Pro League jogando hoje, as 23:00, contra a Rogue. A equipe norte-americana está brigando com a Luminosity e a Team Envy para não cair direto. Ela inclusive tem chance de sequer ir para a Relegation. Então aí já se cruzam os caminhos entre INTZ e Luminosity. E falando nela…

Luminosity:
A equipe azul fecha a fase online da Pro League jogando hoje, também as 23:00, contra a eUnited. Essa última, junto com a Cloud 9, são os principais concorrentes da INTZ na briga pela última vaga em Odense. Mais uma vez, equipes brasileiras precisando se ajudar. E para finalizar, a MiBR.

MiBR:
A agora equipe número 6 do mundo de acordo com o ranking da HLTV, fecha a classificatório online hoje, também as 23:00, contra a Complexity. Esta equipe norte-americana também está brigando pela última vaga em Odense, apesar de, para ela, estar muito difícil.

Vamos falar então de cenários. No pior cenário possível, a MiBR ficaria em segundo lugar, a INTZ ficaria em nono lugar (uma colocação acima da relegation) e a Luminosity ficaria na última colocação, sendo assim rebaixada para a segunda divisão. Para que isto aconteça, é necessário:

A INTZ perder os dois jogos contra a Rogue e a Cloud 9, eUnited e Complexity vencerem seus respectivos.

A MiBR não pontuar contra a Complexity.

A Luminosity perder os seus dois restantes contra a eUnited e a EnvyUs

Agora essa é obviamente a pior das hipóteses, mas muitos outros cenários podem acontecer não tão ruins – mas ainda assim péssimos – podem acontecer. Por exemplo, é possível que a Luminosity empate ou perca os dois jogos e não seja rebaixada assim como é possível a INTZ vencer um jogo e ainda assim não conseguir a classificação. Então, nessa linha, do que o as equipes brasileiras precisam para conseguir seus objetivos atuais? Aqui vai um geral:
INTZ:
Os concorrentes dos intrépidos podem chegar até no máximo 32 pontos. Isso significa que tudo que a INTZ precisa fazer para não depender de mais ninguém são 4 pontos. Existem 2 formas dela conseguir isso essa noite: vencendo um jogo e empatando o outro (independente de vitória ou derrota), com isso já conseguiria 4 pontos. Ou então se ela empatar os dois jogos e vencer no overtime em ambos, ela também consegue os 4 pontos (já que o jeito que o formato da Pro League funciona é que você ganha 1 ponto por empate e mais 1 ponto extra por vitória no overtime).

Em resumo: a INTZ precisa ou de uma vitória e um empate (com derrota) ou de 2 empates (com 2 vitórias). Qualquer outro resultado, ela ficaria dependendo das outras equipes não pontuarem mais do que ela.

A grande concorrente dela, na minha visão, passou a ser a Cloud 9. Essa passou a ter resultados bastante satisfatórios e vem embalada para a última rodada. O problema para ela é que precisa vencer os dois jogos restantes para conseguir passar a INTZ (e torcer para a INTZ perder os dois jogos). Além disso, a equipe norte-americana joga contra a NRG, que se mostrou mais forte durante a temporada. Mas como CS é de momento, temos que esperar para ver.

Luminosity:
A grande concorrente da Luminosity para ser rebaixada automaticamente é a Team Envy. A organização americana pode chegar até no máximo 20 pontos, caso ela vença seus dois jogos contra a Renegades. Considerando que a Renegades tem jogado muito bem, a Luminosity está em uma situação mais confortável. Mas ainda assim não pode relaxar. Para não precisar depender de nenhum outro resultado além do dela para conseguir não ser rebaixada automaticamente, a Luminosity precisa fazer mais 4 pontos. Com isso ela chegaria aos 21 pontos e seria impossível a Envy passa-la na tabela. Então ela precisaria dos mesmos resultados que a INTZ nesta noite.

Em resumo: para depender apenas de si, a Luminosity precisa ou de uma vitória e um empate (com derrota) ou de 2 empates (com 2 vitórias). Qualquer outro resultado, ela ficaria dependendo das outras equipes não pontuarem mais do que ela.

MiBR:
A MiBR, que está na situação mais confortável das 3, precisa apenas de um empate para conseguir manter sua primeira colocação na tabela.

É sempre bom lembrar que, caso a LG consiga se manter na primeira divisão e com alguns resultados improváveis na segundona, é possível que tenhamos 4 equipes brasileiras na ESL Pro League no ano que vem.

No mais, nos resta esperar.

Abs,
Gus Oliveira

Se você não me conhece, sou colunista de esporte eletrônico no Jornal de Brasília e também tenho um canal no youtube sobre CS. Se quiser me conhecer melhor:
Youtube: www.youtube.com/numquarto / youtube.com/gusoliveira
Twitter: @ghenrique94

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade
  • CHARGE DO DIA

Mais lidas