Verstappen quebra recorde de volta mais rápida da história do GP Brasil

REUTERS/Paulo Whitaker

O recorde de volta mais rápida da história em uma corrida do GP do Brasil de Fórmula 1 foi quebrado neste domingo, no Autódromo de Interlagos. O responsável pelo feito foi o holandês Max Verstappen, com o tempo de 1min11s044.

O piloto da Red Bull, que terminou a prova em quinto lugar, superou a marca do colombiano Juan Pablo Montoya, que havia registrado o tempo de 1min11s473, em 2004, quando guiava a Williams/BMW – atualmente, ele compete na Fórmula Indy, pela equipe Penske.

Publicidade

A segunda volta mais rápida deste domingo foi feita pelo britânico Lewis Hamilton, da Mercedes, com 1min11s845. A terceira pertence ao jovem canadense Lance Stroll, da Williams, com 1min11s862.

Marcas melhores em relação ao recorde de Verstappen haviam sido registradas, mas durante os treinos livres de sexta-feira e a classificação de sábado. O finlandês Valtteri Bottas, inclusive, conquistou a pole position com o tempo de 1min08s322, sendo esta a volta mais rápida do GP do Brasil no geral.

Alguns fatores contribuíram para a quebra do recorde. Os principais deles foram o aumento na largura dos pneus e a introdução de novos componentes aerodinâmicos nos carros de 2017. O outro foi o clima ensolarado em São Paulo, onde o sol se fez forte desde as primeiras horas da manhã.

Na corrida desta tarde, Verstappen largou em quarto lugar, mas terminou em quinto após ser ultrapassado pelo tetracampeão Lewis Hamilton, que largou dos boxes e fez uma prova de recuperação, terminando na quarta posição. O vencedor foi Sebastian Vettel da Ferrari. Bottas, da Mercedes, e Kimi Raikkonen, também da escuderia italiana, completaram o pódio, respectivamente.

Restando apenas a etapa de Abu Dhabi, a ser realizada em 26 de novembro, para o Mundial 2017 se encerrar, Verstappen ocupa a sexta colocação, com 158 pontos.

Fonte: Gazeta Esportiva

Cadastre-se para receber as notícias do Jornal de Brasília.

COMPARTILHAR