Sem espaço no Zenit, Giuliano é alertado por Tite

Divulgação

Tido como um dos reservas mais considerados por Tite, Giuliano começa a ver seu futuro ameaçado na Seleção Brasileira. Mesmo fazendo uma ótima temporada com o Zenit, terminando inclusive como o maior passador da Liga Europa e dividindo a artilharia da competição com o atacante Dzeko, o brasileiro perdeu espaço com a chegada do técnico italiano Roberto Mancini e já cogita sair da Rússia em busca de mais oportunidades.

“Ele [Giuliano] entrou com o Coutinho em um momento difícil contra a Colômbia, fizemos 2 a 1 com a participação dele. Conta a Bolívia ele também jogou em um nível alto. Na Liga Europa foi goleador junto com o Dzeko e o maior assistente da última temporada. Então a participação dele no clube e na Seleção o credenciou”, disse Tite, antes de analisar a atual situação do atleta..

“Ele está no momento de reconduzir uma situação, jogando menos, mas tem essa credencial. Ele sabe que para estar na Seleção necessita estar em atividade. Isso não é só com ele”, disse Tite.

Versátil, Giuliano segue nos planos do treinador da Seleção Brasileira e possivelmente deixará São Petersburgo para continuar nos planos de Tite. Inicialmente acionado como volante, o jogador também vai muito bem quando acaba jogando no setor ofensivo, participando bastante na criação das jogadas de ataque.

Nos próximos dias Giuliano deverá selar sua saída do Zenit. O clube russo estabeleceu o preço de venda de Giuliano em aproximadamente 6 milhões de euros, e o Fenerbahce, da Turquia, surge como principal interessado no futebol do meia de 27 anos.

VIAGazeta Esportiva

Cadastre-se para receber as notícias do Jornal de Brasília.

COMPARTILHAR