Chape marca no fim, vence fora de casa e segue viva na Libertadores

Foto: Reuters/Marcos Brindicci

A Chapecoense segue viva no grupo 7 da Libertadores. A equipe foi à Argentina nesta quarta-feira e venceu o Lanús por 2 a 1, mantendo vivas as chances de classificação. Os gols foram de Wellington Paulista e Luiz Otávio. Sand fez para os argentinos.

Com o resultado, a equipe de Vagner Mancini foi a sete pontos, dependendo apenas de si para avançar às oitavas. O Lanús, também com sete, está na briga por um lugar na próxima fase.

Publicidade

Na última rodada da chave, a Chapecoense recebe o Zulia-VEN, na próxima terça-feira, às 19h30 (de Brasília). No mesmo horário, o Lanús vai ao Uruguai encarar o Nacional, em confronto direto pela liderança da chave.

O jogo – Logo aos 2 minutos, os argentinos assustaram em cabeçada de Aguirre, defendida por Jandrei. Mesmo com o momento inicial a favor dos mandantes, a Chape não se assustou e conseguiu manter os rivais distantes, sem pressionarem.

Nova chance do Lanús surgiu apenas aos 19, quando Sand recebeu na área, mas finalizou para fora. Quatro minutos depois, na primeira chance clara, os brasileiros abriram o placar. Arthur cruzou na medida para Wellington Paulista, que de cabeça estufou as redes: 1 a 0.

Na parte final da primeira etapa, cada equipe criou chance de marcar uma vez. Luiz Antônio salvou a Chape, tirando finalização de Sand. Pelo lado dos catarinenses, Wellington Paulista quase fez seu segundo. Como a rede não balançou, os times foram aos vestiários com o placar mínimo a favor dos visitantes.

O segundo tempo começou movimentado, com os dois times tentando atacar. Aos 6, os argentinos quase empataram em lance de sorte. Grolli acertou Reinaldo e a bola quase encobriu Jandrei, que conseguiu fazer a defesa.

Precisando do gol, os donos da casa foram pressionando e deixando a Chape cada vez mais recuada. Tentando sair, a equipe de Mancini arriscou com Reinaldo, aos 19, em chute de fora da área.

Já com o jogo entrando nos minutos finais, o Lanús voltou a ter boas chances. Aos 30, Sand saiu na cara de Jandrei, mas o arqueiro fez bela defesa. Aos 33, na pressão dos argentinos, Wellington Paulista tocou com a mão na bola, dentro da área, fazendo o pênalti. Na cobrança, Sand empatou.

Porém, quando parecia que o empate não sairia do marcador, os brasileiros chegaram ao gol. Aos 43, Reinaldo cobrou lateral direto para a área, e o zagueiro Luiz Otávio acertou a cabeçada: 2 a 1, placar que se manteve até o fim.

FICHA TÉCNICA
LANÚS 1 X 2 CHAPECOENSE

Local: Estádio Ciudad de Lanús, em Lanús (Argentina)
Data: 17 de maio de 2017, quarta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Wilson Lamouroux (Colômbia)
Assistentes: Wilmar Navarro (Colômbia) e Dionisio Ruiz (Colômbia)
Cartões Amarelos: Pasquini, Herrera (Lanús), Moisés Ribeiro, Reinaldo (Chapecoense)
Cartão Vermelho: Wellington Paulista (Chapecoense)
Gols: LANÚS: Sand, aos 34 minutos do segundo tempo
CHAPECOENSE: Wellington Paulista, aos 23 minutos do primeiro tempo; Luiz Otávio, aos 43 minutos do segundo tempo

LANÚS: Andrada; José Gómez, Herrera (García), Braghieri e Pasquini; Marcone, Aguirre (Denis) e Martínez; Alejandro Silva (Toledo), Sand e Acosta
Técnico: Jorge Almirón

CHAPECOENSE: Jandrei; Apodi, Douglas Grolli, Luiz Otávio e Reinaldo; Moisés Ribeiro (Moisés Gaúcho), Luiz Antônio (Neném) e João Pedro (Osman); Rossi, Wellington Paulista e Arthur
Técnico: Vagner Mancini

FONTEGazeta Esportiva
COMPARTILHAR