Siga o Jornal de Brasília

Educar é ação

História da Educação – parte 1

A história da Educação do ser humano é destacada como grande fator para nossa evolução, sendo até comparada como uma relação de mutualismo entre ambas. Os métodos informais, denominados endoculturação, consistiam na transmissão de princípios, valores e costumes dentro de uma sociedade. Assim, as pessoas sofriam uma integração ao modelo primitivo de sociedade. A memória era o único recurso de arquivamento dos valores culturais daquele momento.

Registros escritos surgem em 13 mil a.C., com imagens nas pedras e cavernas que serviam de moradia. A Mesopotâmia é considerada por muitos a primeira civilização a conter registros escritos, o que facilitou o processo primitivo de educação.

Não é possível mensurar a importância do surgimento da escrita. Graças aos símbolos, houve o aumento extraordinário no número de informações que estavam à disposição da sociedade. A conservação do passado de maneira mais estável e concreta facilitou o registros dos costumes que, até então, eram passados oralmente. A fixação do conhecimento contribuiu para que uma possível perda acidental não apagasse toda uma cultura.

Com o elevado nível da escrita, no decorrer dos anos, surge a necessidade da formação de pessoas especializadas na escrita, os sacerdotes escribas, que passaram a ser os guardiões da sociedade. Somente os filhos de classes possuíam acesso à aprendizagem da leitura e escrita, preservando os valores sócio-políticos. Os conteúdos tinham base na moral, vocação e didática.

A primeira escola é fundada no século 12, considerando o modelo atual de escola que temos, composta por alunos e professores em um espaço físico. A educação informal aconteceu na Grécia antiga, e na Europa Medieval ocorria nas igrejas à nobres adultos.

Caso não saiba, a palavra escola vem do grego, “lugar do ócio”. As pessoas estavam ali em seu tempo livre, destinado à reflexão. Possuíam um filósofo – fundador, que ao morrer, seus discípulos davam continuidade no ensino em uma determinada área do conhecimento. Platão foi de suma importância, pois ensinava filosofia e matemática por meio de questionamentos. A sua sala de aula era nos jardins do Academos, em Atenas, que mais tarde daria o nome de Academia aos polos de ensino. Alexandre, o Grande teve como professor ninguém menos que Aristóteles, que foi aluno de Platão, que por fim teve aulas de filosofia com Sócrates.

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade
  • CHARGE DO DIA

Mais lidas