Siga o Jornal de Brasília

Conteúdo patrocinado

Bolsa de Valores: cresce o número de jovens investidores

Em 2017, o número de jovens que investiram na Bolsa de Valores aumentou significativamente. Segundo dados da Brasil Bolsa Balcão (B3), novo nome dado para a Bolsa de Valores Oficial do Brasil, a participação dos jovens cresceu em 28,6%. O número saltou de 14 mil aplicadores para mais de 18 mil. E esse número só tende a crescer.

Atualmente, ficou ainda mais fácil investir na bolsa por meio dos aplicativos de investimentos. São inúmeros os apps que possibilitam fazer operações em tempo real pelo celular e alguns oferecem até treinamentos para você  começar o mais rápido a investir.

Foi assim que o jovem Juliano Borges, de 24 anos, começou a investir na bolsa de valores. Por influência de seu pai, funcionário do Banco do Brasil, desde criança Juliano já vivenciava a rotina financeira e com 12 anos aprendeu a fazer investimentos por meio dos antigos pregões da Bovespa de São Paulo. Além disso, o jovem já se interessava pelas plataformas bancárias, atendimento ao cliente, investidor de ações e gráficos bancários ligados às ações da Bovespa. Inicialmente, investir na bolsa era apenas um hobby. Formado em Comunicação Social, a busca por um emprego na área se tornou um dilema e foi neste período que Juliano viu que sua experiência com o mercado financeiro poderia lhe render lucros e se tornar sua profissão.

Sua primeira experiência real e de risco foi aos 18 anos  quando seu pai lhe deu 12 mil reais para que ele investisse. Em menos de 1 hora perdeu todo o dinheiro. Após esta vivência, Juliano se especializou em mais de 15 cursos e formações relacionadas ao mercado de bolsa de valores e começou a investir em sua conta particular, de familiares e amigos. Com ganhos aparentes, muitos o procuravam para receber orientações sobre como investir na bolsa.

Com a crescente procura, Juliano resolveu criar uma página com dicas sobre o mercado e logo as pessoas começaram a procurá-lo para ter aulas particulares. Daí surgiu a JB Invest, empresa localizada no Centro Empresarial Norte e que oferece cursos para milhares de pessoas interessadas em ganhar dinheiro na bolsa.

“Hoje, a cada 10 alunos, 2 são amigos, 3 vieram de indicação de ex alunos e 5 são de outras cidades, mas fazem questão de arcar com deslocamento e estadia para fazer o treinamento presencial em Brasília”, diz Juliano.

Aos 24 anos, Juliano, encarou o que era apenas um hobby em finanças como uma forma de ensinar outras pessoas a investirem.

Foto: Raiane Cordeiro/Jornal de Brasília.

 

A proposta do curso é orientar pessoas de quaisquer áreas profissionais, independente da idade e conhecimento em finanças. A ideia central é ensinar a investir na Bolsa de Valores do zero. As opções de curso são na modalidade online e presencial que tem duração de dois dias inteiros e abrange os entendimentos em: funcionamento do mercado financeiro, funcionamento da negociação de ações por meio da internet, programas, plataformas e softwares. Além de estratégias vencedoras de sua própria criação e assessoria de investimentos ilimitada após o curso.

A maior satisfação de Juliano é ver seus alunos mudando de vida por meio de seu curso. “Pessoas que ganhavam um salário mínimo, aumentando sua renda;  alunos levando os filhos para a Disney com os lucros obtidos em poucos meses”, aponta.

Com apenas onze meses de funcionamento e dez funcionários, a JB Invest ultrapassa os 10 mil seguidores em sua página do Instagram e ensina diversas pessoas do Brasil inteiro a investirem na bolsa de valores, ter ganhos expressivos e a mudar sua vida financeira e de seus familiares para sempre. Mais informações sobre os cursos pelo telefone 61 998151978.

 

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade
  • CHARGE DO DIA

Mais lidas