Concurso para oficiais dos bombeiros do DF é anulado após reclamações

Divulgação/Corpo de Bombeiros

Após uma série de reclamações, as provas objetivas e discursivas para o concurso de 2º tenente do quadro de Oficiais dos Bombeiros do DF, aplicadas durante a tarde do último domingo (12), foram anuladas. O anúncio foi divulgado nesta terça-feira (14) pelo Instituto de Desenvolvimento Educacional, Cultural e Assistencial Nacional (Idecan), banca examinadora contratada.

A decisão foi tomada após reclamações de irregularidades como falta de clareza na identificação dos locais de aplicação das provas, cartões de identificação trocados e falta de folhas de resposta, entre outros problemas.

Publicidade

“Atendendo a solicitação do Presidente da Comissão e Execução de Contrato do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF), o Idecan vem a público comunicar aos candidatos e interessados a anulação das provas objetivas e discursivas aplicadas aos candidatos”, diz a nota. A medida, ainda segundo a nota, foi necessária “em face da inconsistência havida, relativa à ausência de folhas de respostas da prova discursiva”.

Porém, as provas aplicadas no último dia 5 de fevereiro e na manhã do dia 12, que também receberam reclamações parecidas, não foram mencionadas na nota e, por isso, continuam valendo. Já a última etapa do concurso para seleção de soldados combatentes, marcada para domingo (19) continua valendo normalmente, informou o Idecan.

Deputado pede anulação de concurso

O deputado Reginaldo Veras (PDT) anunciou na sessão ordinária da Câmara Legislativa de hoje que entrou com representação junto ao Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF) pedindo a anulação de concurso para contratação de pessoal do Corpo de Bombeiros Militar.

Antes mesmo do término da sessão, o parlamentar chegou a comentar sobre o anúncio do Idecan sobre o cancelamento das provas. Segundo o distrital, o pedido de anulação apresentado ao TCDF, no entanto, é mais abrangente e envolve os cargos de praça, condutor, agente de manutenção e outros.

Cadastre-se para receber as notícias do Jornal de Brasília.

COMPARTILHAR