Concurso CLDF: definida a banca organizadora

Foto: Carlos Gandra/CLDF

Finalmente foi definida a banca organizado do próximo concurso que será realizado pela Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF). O órgão selecionou a Fundação Carlos Chagas (FCC) para ficar com a função de elaborar o certame que terá 86 vagas e cadastro reserva de pessoal.

A escolha da FCC ocorreu por meio de dispensa de licitação e na disputa havia outras cinco instituições: Fundação Getúlio Vargas (FGV), Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe), Instituto Americano de Desenvolvimento (Iades), Instituto de Desenvolvimento Educacional, Cultural e Assistência Nacional (Idecan) e Instituto de Desenvolvimento Institucional Brasileiro (Idib).

Publicidade

O próximo passo será a análise da Procuradoria Geral da Câmara para verificar a viabilidade da contratação direta. Logo após ocorrerá a assinatura do contrato de prestação de serviços, sendo que a FCC terá um prazo de até 15 dias úteis para elaborar o edital, ou seja, a sua publicação já deve ocorrer em julho ou no mais tardar em agosto. As provas acontecerão pelo menos 90 dias depois do lançamento do certame.

De acordo com o órgão, a CLDF não terá custos com a abertura do concurso, pois o mesmo será custeado com o valor arrecado com as taxas de inscrição.

Vagas do concurso da CLDF

O processo seletivo terá oportunidades para as carreiras de técnico legislativo, consultor legislativo, consultor técnico-legislativo e procurador. Incluindo as gratificações, os salários iniciais correspondem a R$ 10.143,07 para nível médio e a R$ 15.123,30 para superior.

A função de técnico aceitará profissionais que concluíram o ensino médio. As demais colocações se destinarão a todos que possuem diploma de graduação – diversas áreas serão aceitas.

Defasagem de pessoal na Câmara Legislativa e comissão do concurso

Na página eletrônica da câmara há a informação de que existem 406 cargos efetivos em aberto. Os postos que compõem o quadro efetivo do órgão são os de auxiliar legislativo, assistente legislativo, técnico legislativo, consultor legislativo, consultor técnico legislativo e procurador.

Devido a necessidade de novo pessoal, a instituição definiu em 19 de janeiro a comissão coordenadora do processo seletivo. Pelo documento, Inaldo José de Oliveira é o presidente, enquanto Silvia Maria de Paula e Souza fica com posto de secretária. Os demais membros são Maria Eugenia Gruber, Josué Alves da Silva, Paulo César da Silva Rego e Jonhson Mesquita Oliveira.

Último concurso da CLDF

Em, 2005 a Câmara Legislativa do Distrito Federal lançou edital com 120 vagas. O processo seletivo registrou 75.741 inscritos e foi organizado pelo Cespe/UnB.

Para nível superior havia chances de consultor legislativo e consultor técnico legislativo. Candidatos com ensino médio e/ou curso técnico estavam aptos para s colocação de técnico legislativo. Diversas áreas de atuação foram contempladas no certame.

A triagem constou de provas objetivas com 120 itens para todos os participantes; além de testes discursivos, exames práticos, análise de títulos, avaliação psicológica, aptidão física, inspeção de saúde, avaliação de conduta e idoneidade moral e/ou prática de informática para algumas funções.

FONTEJC Concursos

Cadastre-se para receber as notícias do Jornal de Brasília.

COMPARTILHAR