BRASÍLIA - Segunda

21ºMIN30ºMAX

BRASÍLIA - Terça

19ºMIN32ºMAX

BRASÍLIA - Quarta

18ºMIN31ºMAX

BRASÍLIA - Quinta

20ºMIN29ºMAX

BRASÍLIA - Sexta

16ºMIN27ºMAX

Do Alto da TorreEduardo Brito

Publicação: Sábado, 30/08/2014
A+ A-

Eleição com alta concentração de renda

 

Candidato à reeleição pelo Pros, o deputado federal Ronaldo Fonseca (foto) resume a queixa da maioria dos que disputam as eleições proporcionais: “há coisas que não dá para entender, como o fato de que uns poucos contam com tanto dinheiro para a campanha, estão até esbanjando, e todos os demais não têm nada”. Ronaldo Fonseca até refaz o conceito de “uns poucos”. Para ser preciso, diz, “só vejo dois realmente bem financiados”. Refere-se aí a dois candidatos de sua chapa de deputado federal, integrada não apenas pelo Pros, mas também por PT,  PRB, PC do B, PP e PSC. Com base sólida no voto evangélico, Ronaldo até se conforma. “Quem não tem dinheiro precisa gastar sola de sapato”, reitera.

 

Evento democrático e transparente

 

O Buriti não gosta nada, mas nadinha mesmo que se suspeite de compulsoriedade no pagamento de convite para jantar de adesão em apoio às candidaturas para a reeleição — como gente malvada anda postando nas redes sociais. Para o comando de campanha, trata-se de evento democrático e transparente, para a mobilização da militância. 

 

Piso salarial para corretores


Representantes dos corretores de imóveis estiveram ontem na Câmara Legislativa.  Reivindicavam a criação de um piso salarial de R$ 1.500 para a categoria, no Distrito Federal. Querem também impedir a admissão de corretores sem  vínculo empregatício, por meio de contratos por tempo determinado que não asseguram direitos trabalhistas.

 

Quadrinhos em branco

 

Todo mundo se lembra da má vontade do deputado tucano Izalci Lucas para com a candidatura do seu companheiro de bancada Luiz Pitiman a governador. Izalci lançou também seu nome, uniu-se a grupos rebeldes e chegou até a dizer que, se Pitiman pretendia ser candidato, melhor seria ele próprio, que recebera o dobro de votos nas eleições para a Câmara. A resistência se quebrou após duas intervenções sucessivas da direção nacional do PSDB e, por fim, Pitiman foi confirmado. Izalci deixou de resistir. Mas deu o troco. Nos seus santinhos, como aliás em todas as peças de campanha, aparecem as dicas para votar. No alto, aparece fotinho de Aécio Neves, com o número dele, 45. Mais para baixo, no espaço para deputado federal, o próprio Izalci, com seu número. Tanto para governador quanto para senador, os quadrinhos estão em branco. Nenhum outro nome aparece. Mau como um picapau.

 

Barraco na campanha

 

Barraco no comitê de campanha de um candidato a deputado federal. Inscrito por partido para lá de nanico e com nome eleitoral formado apenas por suas iniciais, o candidato começou a campanha, há pouco mais de um mês, como gente grande. Montou um comitê, contratou equipe e gráfica, encomendou santinhos, cavaletes e faixas. Passou-se o tempo, e nada de se pagarem as contas. Quando um cabo eleitoral apareceu para receber, foi empurrado e perseguido pelos filhos do candidato. No mesmo dia chegou a informação de que a turma da gráfica iria aparecer no comitê para receber a dívida de qualquer maneira. Montou-se uma operação de guerra, inclusive dando sumiço nos móveis. 

 

Maravilhas do recesso branco

 

Em tempos de falta de pauta na Câmara Legislativa, a última reunião de líderes partidários foi para lá de bem humorada. Os deputados passaram um bom tempo rindo de vídeos na internet. Tudo começou quando a distrital Celina Leão, que é evangélica, fez questão de mostrar aos colegas uma montagem feita com o pastor Everaldo, candidato do PSC à Presidência da República, que não teria conseguido segurar um suposto desarranjo intestinal durante entrevista ao Jornal Nacional. Até desafetos de Celina acompanharam a montagem com ela. Todos às gargalhadas. 

 

Sem precisar de lupa

 

Os distritais Joe Valle e Chico Leite uniram-se para propor que os rótulos nutricionais das embalagens dos alimentos e das bebidas, no  Distrito Federal, apresentem em maior destaque o número de calorias e açúcar. Querem que essas informações apareçam com o triplo do tamanho das demais letras. Também querem que constem a quantidade de vitamina D e de potássio, além da necessidades diárias desses ingredientes.

 

Parece até de propósito

 

Há uma semana, os servidores da Câmara Legislativa têm notado uma rotina diferente dentro do edifício-sede, localizado próximo à Praça do Buriti. Todas as catracas eletrônicas estão isoladas, sem permitir a identificação dos servidores. A turma malvada de sempre garante que é muita coincidência o defeito ter ocorrido justamente no período eleitoral, quando boa parte dos servidores acompanham os chefes nas agendas externas em busca de votos.

 

Em defesa do cerrado

 

A Administração Regional do Cruzeiro inaugura amanhã a praça do Parque das Sucupiras, com direito a uma manifestação — nada de eleitoral, claro — em defesa do cerrado. Está prevista uma concentração diante da entrada do Setor Econômico do Sudoeste, perto da Capela Rainha da Paz.

 

De bicicletas aos ônibus

 

O distrital Robério Negreiros imaginou uma fórmula para estimular, ao mesmo tempo, o uso do transporte público e a compra de bicicletas no Distrito Federal. Parte da constatação de que os tributos incidentes sobre as bikes é superior, proporcionalmente, ao cobrado na compra de carros. A partir daí, quer que parte do ICMS recolhido na venda de carros seja usado como subsídio a quem compra bicicletas. Vale até um teto de R$ 720, a ser abatido dos impostos incidentes sobre as bicicletas. Só que esse dinheiro não seria entregue ao comprador. Ele receberia esse valor em créditos do bilhete único do sistema de transporte coletivo. 

 

Tá falado

 

 

"Um sentimento que se constata no Distrito Federal é a PTfobia. Está mais do que disseminado. Há uma luta, uma resistência, com relação às ações do governo. Não adianta dizer que ele fez. O pessoal diz que não fez. E que não consegue fazer. Pior, virou um efeito manada.", Joe Valle, deputado distrital pelo PDT

 

 

 

Serviços.

Assinatura

Tenha seu jornal sempre na mão

Confira nossa Edição Digital

Classificados

Encontre o que você procura

Empregos

Temos um trabalho para você

Hoje temos 320 vagas disponíveis