Mostra Dulcina chega à 24ª edição com experimentações em artes cênicas e plásticas

Divulgação

A partir desta sexta-feira (2) até o dia 17 de dezembro, a Faculdade de Artes Dulcina de Moraes realiza a 24ª edição da Mostra Dulcina. A programação traz apresentações de espetáculos teatrais, performances, oficinas, instalações e exposição de artes visuais, criações que são resultado da produção artística de estudantes, diretores e professores de artes cênicas e plásticas da instituição.

A programação se divide no Teatro Dulcina e Sala Conchita de Moraes, na Galeria Dulcina e nas áreas interna e externa do Complexo Cultural Dulcina de Moraes (CCDM). A entrada é gratuita.

Criada em 2005, a mostra é realizada ao fim de cada semestre letivo, e se consolida como pólo criativo para a comunidade artística e acadêmica, além do público em geral, que pode acessar gratuitamente os espetáculos e exposições e participar das oficinas.

Além de proporcionar uma programação artística gratuita e de qualidade, a iniciativa contribui para a revitalização do Setor de Diversões Sul. Os palcos do evento receberão nesta edição, projetos de parceiros, coletivos e núcleos do Complexo Cultural local.

Programação


A Programação começa na sexta-feira (2), às 19h, com a abertura da exposição coletiva de alunos da faculdade, na Galeria Dulcina. Às 21h é apresentado o espetáculo “Pequenos Relatos sobre a Morte de Santiago”, dirigido por Fernando Guimarães”., uma livre adaptação de Crônicas de uma morte anunciada, de Gabriel García Márquez; Rascunho para teatro I, de Samuel Beckett e de depoimentos pessoais. O texto narra a história de Santiago, que é executado mesmo não se comprovando ser ele culpado ou não da situação ocorrida com a família Vicário. A questão principal é que a morte de Santiago é amplamente divulgada por toda a cidade e praticamente todos os cidadãos ali têm conhecimento antecipado do que ocorrerá.

 Outra atração teatral é a peça “A Baba da Pintada”, uma adaptação da obra de Dario Fo. A montagem traz elementos da cultura brasileira, como música e dança, que será apresentada dia 9, às 20h.  Na história, Rabelé Shaulin conta como conseguiu um produto expesso tirado da boca da onça na floresta Amazônica conhecido como baba da onça pintada. Shaulin diz que foi salvo por essa baba e que ficou amigo do animal mas, quase acaba virando cozinheiro da Onça.

Com exibição nos dias 9 e 10, às 21h e no dia 11, às 20h, a peça “A Oração”, montada pela Cia. Fábrica de Teatro, foi escrita em 1957 por Fernando Arrabal e coloca os personagens Fídio e Lilbé numa busca pela felicidade e por um sentido para suas vidas. Após matarem uma criança, decidem se tornar bons e puros. Para isso, leem o Velho e o Novo Testamento, mas a descoberta da história de Jesus os desconcerta.

No dia 13, às 21h, a programação da Mostra Dulcina traz a obra “Tango no Presídio”, com direção e texto de Victor Marchezoni. No roteiro, cinco pessoas relacionamentos e tragédias que  se convergem ao final da história que trata sobre relacionamentos.

SERVIÇO
24° Mostra Dulcina
No Teatro Dulcina (SDS Bloco C , Edifício FBT)
De 2 a 17 de dezembro de 2016
Entrada gratuita
Informações: 982365400
Classificação indicativa: 12 anos

Cadastre-se para receber as notícias do Jornal de Brasília.

COMPARTILHAR