Secretaria de Habitação divulga lista com 15 mil convocados do programa Morar Bem

O governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, acompanhado da primeira-dama, Ilza Queiroz, anunciou nesta terça-feira (28) uma medida histórica: a maior convocação já feita para o programa habitacional Morar Bem. Mais 15 mil inscritos serão chamados na edição de amanhã do Diário Oficial do DF. Eles deverão comprovar seus dados entre 1º e 26 de outubro para adquirirem as moradias.

 

A melhoria na política habitacional faz parte da meta do GDF de entregar 100 mil moradias até o fim do governo. Este ano, já houve convocação de quase 35 mil beneficiários. As unidades habitacionais serão construídas em Samambaia, Gama, Santa Maria, Sobradinho, Recanto das Emas, Paranoá e Riacho Fundo II, além de Jardins Mangueiral. O financiamento do Morar Bem é feito pelo programa federal Minha Casa, Minha Vida.

 

“Este anúncio é resultado de uma política habitacional que vem sendo executada com trabalho e muito sucesso. Uma política transparente e justa, que segue os critérios previstos em lei, atendendo a quem precisa e tem direito”, disse o governador Agnelo Queiroz.

 

“Essa é uma parceria histórica entre o governo federal e o GDF. Uma iniciativa sem precedentes entre os dois governos que potencializa de forma conjunta na área habitacional. Queremos que essa convocação de 15 mil famílias seja mais uma entre tantas outras que virão para levar casa própria aos segmentos de baixa renda”, afirmou a secretária Nacional de Habitação do Ministério das Cidades, Inês Magalhães.

 

O governador Agnelo Queiroz ressaltou a transparência do governo, que, pela primeira vez na história da política habitacional do DF, divulga e obedece a lista de classificação de beneficiários. “O cidadão pode saber quem está antes e quem está depois na lista que pode ser acessada pela internet. Não há privilégio a ninguém”, garantiu.

 

Os contemplados, os demais inscritos no Morar Bem e os que estão interessados em participar do programa têm até a sexta-feira (31) para atualizarem seus dados, se necessário, ou se inscreverem individualmente. Isso pode ser feito no site www.morarbem.df.gov.br ou pela central de atendimento no 3214-1882.

 

O secretário de Habitação, Geraldo Magela, destacou que foram convocados pelo programa mais que o dobro do número de idosos previsto pela legislação do DF, além de mais pessoas com deficiência. “Nesta chamada, estamos atendendo 6,95% de pessoas idosas, e 15,24% de famílias que tenham alguma pessoa com deficiência. São dados bastante significativos”, informou Magela.

 

Requisitos – Para participar do programa, o interessado deve ser maior de 18 anos, nunca ter possuído imóvel no DF e ser morador (a) do Distrito Federal durante, pelo menos, os últimos cinco anos. Além disso, a família deve receber até 12 salários mínimos. Os beneficiários são divididos em quatro faixas:
 

 

Faixa 1
 

De R$ 0 a R$ 1.600
 

Faixa 2
 

De R$ 1.601,00 a R$ 3.100,00
 

Faixa 3
 

De R$ 3.101,00 a R$ 5.000,00
 

Faixa 4
 

De R$ 5.001,00 a R$ 7.464,00
 

Entre os 15 mil inscritos contemplados, 67% são famílias da faixa 1, que ganham até R$ 1,6 mil. Na faixa 2, são 19%; na faixa 3, 10,6%; e na faixa 4 são 2,4%. “Estamos atendendo mais pessoas que ganham até três salários mínimos”, ressaltou o secretário de Habitação.

 

Classificação – Após a inscrição, as pessoas são classificadas segundo as informações prestadas. Os critérios são tempo de moradia no DF; número de dependentes; pessoas com deficiência ou idosos; renda familiar bruta e o tempo de inscrição na Companhia de Desenvolvimento Habitacional do Distrito Federal (Codhab-DF).

 

 

 Confira a lista completa com os nomes clicando aqui.

COMPARTILHAR