Restaurant Week: Qualidade a preços mais competitivos

Foto: Divulgação

Daniel Cardozo
Especial para o Jornal de Brasília

Comer em restaurantes consagrados é hábito corriqueiro para muitas famílias. Ainda que os preços praticados e a crise financeira afastem os brasilienses dos locais mais badalados, existem estratégias para reverter esse cenário. O Restaurant Week é um exemplo disso, já que tem a proposta de oferecer comida de qualidade a preços fixos, e o consumidor ganha a oportunidade de sair da rotina, pelo menos no paladar.

Quem vai a um dos restaurantes participantes e escolhe o menu especial recebe entrada, prato principal e sobremesa em valor único. São 63 restaurantes espalhados pelo Plano Piloto, Lago Sul e Águas Claras. O festival começou no dia 3 de fevereiro e vai até o dia 26.

Publicidade

Saiba mais

  • O cliente que vai aos restaurantes participantes tem a opção de doar R$ 1 para a ONG Amigos da Vida, que atende pessoas com HIV e Aids.
  • A previsão para 2017 é que o público alcance os 120 mil participantes e o volume de vendas chegue a 86 mil menus vendidos.
  • A Restaurant Week está presente em 15 cidades brasileiras, e, em Brasília, esta é a 16ª edição.
  • Em São Paulo e Rio de Janeiro, o festival terão suas edições em março.

A chef Renata Carvalho, do Ancho Bristrô de Fogo, na Asa Sul, comemorou a marca de 1 mil pratos servidos em duas semanas de Restaurant Week. Ela elogia a proposta de aproximar o consumidor dos bons restaurantes. “Eventos como esse contribuem para diversificar nosso público, que é basicamente do Plano Piloto. Recebemos pessoas de outros pontos do DF”, avaliou. O menu especial varia de R$ 55 a R$ 68 no Ancho.

O restaurante Villa Tevere também tem o que comemorar em duas semanas de festival. O chef Flávio Leste garante que os pratos preparados para o Restaurant Week – com preços de R$ 55 a R$ 68 – tem arrancado elogios. “Temos consciência de que é impossível agradar a todos, principalmente ao envolvermos paladar. Nosso menu segue o estilo da casa e o meu estilo de cozinhar e tem sido muito bem recebido pelas pessoas que conhecem e gostam desses estilos e propostas”, contou.

Já o chef Gil Guimarães, do Parrilla Madrid, vê o Restaurant Week com bons olhos, mas para ele, a inovação é maior dos escudos contra a crise. “Com ou sem festival, não paramos de buscar novidades. Sempre procuramos pratos novos e maneiras de atrair os clientes”, comentou. O Parrilla tem pratos apenas para o almoço por R$ 55.

Cadastre-se para receber as notícias do Jornal de Brasília.

COMPARTILHAR