Renovação total da frota fica para fevereiro

Os modelos de ônibus que compõem a nova frota do Distrito Federal foram apresentados à população. Segundo o Governo do Distrito Federal, a meta é ter toda a frota nova rodando até 28 de fevereiro. Os ônibus apresentam funções como suspensão a ar, monitoramento via satélite e direção hidráulica.

Publicidade

O GDF colocou em exposição em frente ao Palácio do Buriti os modelos para o transporte convencional, articulado convencional, o micro-ônibus que substituirá os zebrinhas, e os modelos articulados para o Expresso DF, que devem começar a fase de testes em janeiro e fevereiro. A capacidade dos ônibus é de 79, 135, 42 e 145, respectivamente. 

O GDF alegou ser inviável a implementação dos veículos com porta do lado esquerdo, para uso na faixa exclusiva da EPTG. Segundo o diretor do DFTrans, Marco Antônio Campanella, seriam necessárias a construção do túnel no centro de Taguatinga e alterações no Setor Policial. “Com ônibus articulados, vamos começar a operar somente nas marginais da EPTG, com linhas semi-expressas. Infelizmente, as faixas centrais viraram um elefante branco, porque o projeto foi entregue pela metade”, disse. O túnel de Taguatinga está em fase de licitação.

Atraso

O governador em exercício, Tadeu Filippelli, justificou o atraso na entrega dos veículos devido à intervenção na Viplan 

“O  compromisso era que toda frota fosse entregue até o dia 4 de dezembro, mas houve   necessidade do governo fazer, de forma firme, a assunção da empresa”, disse.

Cadastre-se para receber as notícias do Jornal de Brasília.

COMPARTILHAR