Regularização do Ville de Montagne ainda está sem acordo

Foto: Divulgação

Francisco Dutra
francisco.dutra@jornaldebrasilia.com.br

Terminou em impasse a reunião de ontem para a regularização do condomínio Ville de Montagne. A Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap) e os moradores não chegaram a um consenso quanto ao valor dos lotes da área residencial. De um lado, moradores defendem a adoção de uma nova fórmula de cálculo dos preços, sem cravar cifras como contrapropostas a tabela apresentada pelo GDF. Do outro, o Executivo aguarda, justamente, uma proposta concreta para negociar.

Publicidade

Apesar da falta de consenso da primeira apresentação, ambas as partes continuam dispostos a negociar. Uma nova rodada de negociação marcada para hoje.

Enquanto isso, a partir desta quinta-feira (29), a Terracap começará a regularização de Vicente Pires. A princípio, o processo começará no Trecho 3 e também na Colônia Agrícola Samambaia. “Queremos dar segurança jurídica para a população”, afirma Júlio César.

Nesta fase, a agência prevê regularizar por venda direta, aproximadamente 4 mil lotes. O GDF montará pontos de cadastramento em diversos pontos da região. O processo de avaliação e cálculo do valor dos terrenos em paralelo.

Cadastre-se para receber as notícias do Jornal de Brasília.

COMPARTILHAR