Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Motorista de ônibus que transportava garis afirmou que foi fechado por outro carro

Francisco Dutra
francisco.dutra@grupojbr.com

O acidente de um ônibus deixou 14 pessoas feridas na BR-020, perto da entrada do Morro da Capelinha, no começo da tarde de domingo (17). O coletivo transportava 19 trabalhadores de limpeza urbana do Distrito Federal, empregados da empresa Sustentare. O motorista do ônibus, afirmou à autoridades que o carro teria sido fechado por uma F.4000 da Ford. As vítimas foram socorridas pelo Corpo de Bombeiros e pelo SAMU. Segundo informações preliminares, pelo menos duas estão em estado grave.

“Pela catalogação dos bombeiros, eram 19 pessoas dentro do veículo. Sendo 14 feridas. Duas em estado grave, classificação vermelha. Três classificação amarela, que não é grave mas exige cuidados. E varias vítimas leves e pessoas que recusaram atendimento”, contou o agente da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Lins. A princípio, as pessoas foram levadas para atendimento no Hospital Regional de Sobradinho, Hospital Regional de Planaltina, Hospital Regional do Paranoá e Instituto Hospital de Base.

A Polícia Civil investiga as causas do acidente.  No momento chovia intensamente na pista e o coletivo perdeu o controle saindo do rodovia e tombou. Visualmente, os pneus do ônibus não estavam carecas.

Segundo o secretário de imprensa do Sindlurb, Raimundo Nonato Corrêa Morais, os garis acidentados são moradores de Planaltina e é dever da Sustentare dar toda assistência na recuperação. “A gente vai estar acompanhado para ver se a empresa vai estar cumprindo com suas obrigações com esses trabalhadores, que depois de um dia de trabalho acontece uma fatalidade na vida deles”, prometeu.

Nonato lembrou que em um passado próximo, os trabalhadores criticaram as condições de transporte oferecidas pela empresa. “Nesse caso específico, não posso afirmar porque não tivemos reclamações deste ônibus. Mas no passado tivemos grandes dificuldades com a péssima qualidade dos ônibus. Temos fechado alguns distritos de limpeza por conta disso. Ônibus com porta de trás trancada com cadeados, vidros que não abrem, bancos quebrados, problemas de freio”, alertou. No ano passado, o sindicato contou que em 2018, houve um acidente preocupante, sem mortes, em Brazlândia.

“Esperamos que sirva de alerta para as autoridades e a empresa. Porque estamos falando de vidas”, concluiu Nonato. Um representante da Sustentare foi até o local do acidente na BR-020. Ele alegou que os ônibus são constantemente revisados e garantiu que toda a assistência será dada aos colaboradores neste episódio. Também afirmou que todos os 28 ônibus usados no transporte dos trabalhadores foram trocados.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade
  • CHARGE DO DIA

Mais lidas