Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Morre bebê encontrado em parada de ônibus no Riacho Fundo

Jéssica Antunes
jessica.antunes@grupojbr.com

O bebê encontrado dentro de uma caixa de sapato em uma parada de ônibus no Riacho Fundo I morreu na madrugada de quarta-feira (11) no Hospital Materno Infantil de Brasília. A criança foi localizada por um agente de portaria que seguia para o trabalho na manhã de domingo (8). O menino, que nasceu com cerca de oito meses, estava nu, com cordão umbilical e restos da placenta. Segundo a Secretaria de Saúde, a morte foi causada por complicações do parto prematuro.

O óbito foi confirmado pela Polícia Civil do Distrito Federal ao Jornal de Brasília. Ayrton Bezerra, de 20 anos, que foi quem o encontrou, tentou visitar a criança no hospital na segunda-feira pela manhã, mas foi impedido de entrar. “Falei com a assistência social, servidores, administrativo. Ninguém me deixou ver se a criança estava bem. Hoje, no trabalho, recebi a notícia de um agente da polícia”, lamenta. “Eu era o único vínculo que essa criança tinha. Prestei socorro, queria ter visto a criança porque diziam que ela estava bem e eu queria ter certeza. Não deixaram, disseram que depois eu poderia ver. Agora o menino está morto”, desabafa.

 

Créditos: morador via WhatsApp

Ao relento

No domingo pela manhã, ainda amanhecia quando o choro abafado chamou a atenção do rapaz. Naquele momento, caía uma chuva fina e o vento era gelado. Ele chegou a pensar que fossem filhotes de animais abandonados, mas, ao se aproximar, se deparou com a criança. “Abri a caixa, estava cheia de sangue. Fiquei horrorizado. Ainda procurei em volta, mas não tinha ninguém por ali”, lembra. Ele então pegou um ônibus, que desviou o caminho e levou o bebê para o 21º Batalhão do Corpo de Bombeiros.

Naquele dia, a Secretaria de Saúde informou que o paciente estava em estado estável e sob cuidados da equipe da Unidade de Cuidados Intermediários Neonatais (Ucin). A pasta disse que o setor de serviço social da unidade de saúde acompanharia o caso. Procurada, a pasta não deu detalhes das complicações que levaram o bebê à morte na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da unidade de saúde.

A ocorrência foi registrada como abandono de incapaz na 27ª Delegacia de Polícia, no Recanto das Emas. Segundo informações da Polícia Civil, é a 29ª DP, no Riacho Fundo, que investigará o crime. Ainda não há informações sobre a identidade dos pais. Ayrton foi intimado e deve prestar depoimento na manhã desta sexta-feira (13).

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade
  • CHARGE DO DIA

Mais lidas