Integrantes de quadrilha responsável por homicídios são presos

Kleber Lima

Raphaella Sconetto
raphaella.sconetto@jornaldebrasilia.com.br

Quatro integrantes de uma associação criminosa foram presos nesta terça-feira (8). De acordo com a Polícia Civil, eles são responsável por, ao menos , cinco homicídios e três tentativas por disputa do comando de tráfico nas regiões de Santa Maria, Gama e Entorno Sul. Outros três integrantes desta quadrilha estão foragidos, segundo a corporação.

Os criminosos praticavam crimes como tráfico de drogas, associação criminosa armada, roubo de carros, homicídios consumados e tentativas de homicídio qualificados, porte ilegal de arma e disparo de arma em via pública. Os integrantes também portavam armamento pesado: fuzis, submetralhadoras e armas com alongadores e pistolas. A Polícia ainda investiga a origem das armas.

Hélio Alves dos Santos Oliveira, de 39 anos, é apontado como o líder da quadrilha. No entanto, é o que tem menos antecedentes criminais. “O interesse de manter os pontos de tráfico vem dele. Ele sempre conseguiu se livrar da responsabilização dos crimes que cometia, porque ele sempre utilizou o que eles chamam de ‘soldados’, muitas vezes menores de idade, para roubar carros, para executar os homicídios”, aponta a delegada Viviane Bonato, da Divisão de Homicídios II.

Além de comandar o esquema, Hélio mantinha as armas para todo o grupo. “Ele que guardava e emprestava. Já chegou a vender munição para o próprio grupo. Por exemplo, em um homicídio ele cobrou R$ 50 por uma caixa de munição 9mm. Como ele tem o poder de arma, ele é que no final das contas comandava o grupo”, detalha Viviane.

Os demais presos realizam os pedidos do líder: Haynner Augusto da Silva, de 24 anos, Patrick Gabriel Pereira da Silva, de 19 anos, e Ronald Rodrigues de Oliveira, de 19 anos. Eles foram indiciados pelos crimes de associação criminosa, homicídios, tentativas de assassinatos e corrupção de menores.

O homicídio que mais teve repercussão foi o de Rafael, que aconteceu em 28 de abril do ano passado, em frente ao Fórum de Santa Maria. O homem era líder do grupo inimigo de Hélio. “Ele chegou ao fórum para uma audiência, por volta de 8 horas, quando oito homens abordaram a vítima e efetuaram mais de 60 disparos”, afirma a delegada “Eles eram um grupo que resolvia os problemas tirando a vida dos oponentes”, completa Viviane.

Agora, a Polícia Civil procura por quatro homens que estão foragidos. Os nomes são: Vitor Wagner Rodrigues Lira (conhecido como Vitinho Rodrigues), Alcemir Oliveira do Nascimento (conhecido como Guin) e Maicon Nascimento de Araújo (conhecido como Maiquinho). Quem souber do paradeiro dos três, pode ligar para o 197 – telefone da Polícia Civil do DF.

Cadastre-se para receber as notícias do Jornal de Brasília.

COMPARTILHAR