Siga o Jornal de Brasília

Cidades

GDF aperta segurança em escolas após identificar quatro casos de ameaças

O Governo do Distrito Federal (GDF) identificou quatro casos de ameaças feitas por estudantes em redes sociais e em escolas. Por esta razão, o governo intensificou a segurança em centros de ensino. O anúncio foi feito nesta sexta-feira (15) pelo secretário de Educação, Rafael Parente, por meio do Twitter. Agentes à paisana estão em ação dentro de algumas escolas.

“Também é fato que estamos registrando alguns casos de ameaças de alunos. A Secretaria de Segurança e toda a inteligência do GDF já estão em ação, dentro de algumas escolas e à paisana”, disse o secretário. A Polícia Militar do DF não confirma ocorrência em escolas, até o momento.

Invasão
No final da manhã desta sexta-feira (15), um professor, armado com uma faca, dardos e uma besta, do mesmo tipo da usada pelos jovens envolvidos no atentado na Escola Estadual Professor Raul Brasil, em Suzano (SP), entrou no prédio da secretaria. Ele queria se encontrar com o secretário. O professor foi preso. Ninguém foi ferido.

Parente liberou os servidores da Secretaria de Educação que trabalham na sede do Setor Bancário Norte, no centro de Brasília, que não se sentirem bem emocionalmente. “Eu não voltarei ao gabinete hoje. Novas medidas para a segurança do prédio já serão implementadas na segunda-feira”, anunciou, também pelo Twitter, Parente.

O secretário disse ainda que prestará apoio ao professor que entrou armado na secretaria e à sua família. “Estamos fazendo e faremos todo o possível para que recebam todos os tratamentos necessários”.

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade
  • CHARGE DO DIA

Mais lidas