É dada a largada para a festa dos 57 anos de Brasília

Foto: Marcelo Lyra/Divulgação

A festa em comemoração ao aniversário de 57 anos de Brasília começa hoje, mas a agenda de shows continua amanhã e no domingo. Músicos locais serão destaque na programação do Palco da Torre de TV. São nove artistas da cidade e três atrações nacionais nos três dias de festa, além da Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro. Elba Ramalho e Raça Negra estão entre as grandes atrações.

Aos 37 anos e com uma década de carreira solo na música, a cantora Cris Pereira vai representar o samba brasiliense. “Temos muitas vozes, muitos timbres e muitas letras. Para mim, é uma honra mostrar um pouco do que é o samba daqui”, define.

No repertório, ela traz clássicos de artistas como Dona Ivone Lara e João Nogueira, mas a maioria das canções é de compositores locais, como Sérgio Magalhães, Vinícius de Oliveira e Ana Reis. A sambista estará acompanhada por quarteto formado basicamente por violão, piano, baixo e bateria.

“Defendo os cantores e cantoras que aqui atuam e fico muito feliz em fazer parte dessa comemoração”, acrescenta. Será a segunda vez que a cantora se apresenta no aniversário da cidade — a primeira foi em 2013. Após o evento, o show Folião de Raça, homônimo ao disco lançado em 2013, segue em turnê por outras capitais brasileiras, como Rio de Janeiro, São Paulo e Salvador.

A artista é uma das sete atrações convocadas para os shows na Torre de TV por meio de chamamento público. A seleção também definiu outras 27 iniciativas para atividades que vão ocorrer até o dia 29 de abril.

Saiba mais

  • De acordo com a Secretaria de Cultura, foram destinados R$ 263 mil no chamamento público para as 28 atividades propostas na programação e mais R$ 10 mil na contratação do grupo Boi de Seu Teodoro.
  • O custo total para a contratação dos artistas nacionais será de R$ 327 mil. Ainda segundo a pasta, o valor total do evento, considerando gastos com infraestrutura, cachês, passagens aéreas e exposições, ficou em aproximadamente R$ 1,8 milhão.

Hoje

Hoje, Dona Gracinha da Sanfona abre o evento na Torre de TV, às 18h. A forrozeira é seguida às 19h pela banda Ciclone na Muringa, que mistura ritmos populares, como maracatu, coco e baião, a sonoridades do rock e do reggae.

A banda convidada Dê um Rolê, de São Paulo, faz homenagem aos Novos Baianos às 20h. A paraibana Elba Ramalho encerra o primeiro dia, às 22h, com o show O Carnaval do Brasil.

Mais cedo, no período das 11h às 15h, o grupo Kilombrasília vai promover um aulão de capoeira aberto ao público.

Sábado tem show do Raça Negra

Patrimônio cultural do DF, o grupo Boi de Seu Teodoro entra no palco às 18h20 de amanhã. Na sequência, às 19h30, o Trio Siridó se apresenta com zabumba, triângulo e sanfona para o show de forró. A sambista Cris Pereira canta às 20h40, e os pagodeiros do Raça Negra, de São Paulo, fecham a noite às 22h. Os DJs Nagô e Barata garantem o som entre as atrações no sábado e no domingo, respectivamente.

No domingo, a programação ficará a cargo da Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro, que inicia às 17h30 o concerto especial para os 57 anos de Brasília. Os músicos estarão acompanhados de jovens de projetos socioeducativos musicais.

A Praça dos Três Poderes, na Esplanada dos Ministérios, terá uma programação especial. No domingo, o violeiro Cacai Nunes toca às 19h, seguido pelo grupo de choro Fernando César e Regional, às 20h. Encerra as atividades do fim de semana, às 21h, o violeiro caipira Renato Teixeira, de São Paulo.

Em 29 de abril, os dançarinos de hip-hop do grupo Black Spin Breakers abrem às 18h as atrações do aniversário de 60 anos da Vila Planalto, na Praça Nelson Corso. Às 20h, o conjunto brasiliense Liga Tripa faz show de música popular com viés poético. A partir das 21h, a Aruc encerra a festa.

FONTEDa Redação, com Agência Brasília

Cadastre-se para receber as notícias do Jornal de Brasília.

COMPARTILHAR