Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Cadê a cobra? Polícia Militar completa 24 horas de buscas em Águas Claras

Uma jiboia arco-íris, de 1,3 metros, desapareceu de um apartamento do 28º andar de um prédio em Águas Claras. O bicho chegou a ser visto no apartamento de uma vizinha do 23º andar, mas voltou a sumir. Desde então, o paradeiro é desconhecido. A fuga dá o que falar na região e mobiliza o Batalhão Ambiental (BPMA) da Polícia Militar do Distrito Federal há 24 horas.

O réptil, que não tinha terrário e vivia solto no apartamento, teria fugido por uma abertura da tomada na noite de quarta-feira (10). No dia seguinte, a corporação voltou ao local para tentar pegá-la. Segundo a PMDF, o Batalhão de Polícia Ambiental preparou armadilhas para capturar o animal.

Depois de localizado, o bicho não será devolvido ao dono, que não tinha autorização para criá-lo. Pelo contrário, o animal deve ser levado ao Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas), vinculado ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). O homem deve assinar Termo Circunstanciado de Ocorrência Ambiental e terá que explicar a presença do animal.

O BPMA esclarece que a jiboia não é venenosa e não ataca, mas a recomendação é não tentar capturar, encurralar ou matar o bicho. Isso pode ser considerado crime ambiental. Nas redes sociais, todo mundo quer notícia do réptil, que pode viver 20 anos e chegar a 1,80 m.

 

 

Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade
  • CHARGE DO DIA

Mais lidas