Siga o Jornal de Brasília

Brasil

Polícia Militar de São Paulo tem policial trans pela primeira vez

Em quase 200 anos de história, a Polícia Militar de São Paulo conta com policial transexual na corporação pela primeira vez. O soldado Emanoel Henrique Lunardi Ferreira trabalha em Ituverava, Ribeirão Preto.

Emanoel entrou na corporação ainda mulher, em 2016, mas solicitou a mudança de nome em 2018, quando a Polícia Militar o reconheceu como homem. “Eu entrei como mulher. Eu não sabia das questões transgênero. Eu não sabia sobre transição, nada a respeito. Então eu não sabia que era trans”, afirmou o policial ao portal G1.

De acordo com a reportagem, o soldado procurou ajuda psicológica ainda em 2016, porque ficava incomodado com o corpo de mulher. Durante a terapia acabou se descobrindo transexual.

A capitã Cláudia Lança, chefe de comunicação social da PM em Franca, se pronunciou. “A PM, com isso, deseja mostrar que está aberta sim a acolher e a receber pessoas com identidades de gêneros diferente, com opções sexuais diversas”, disse. “A Polícia Militar tem 188 anos e este é o primeiro caso de transexual. Temos casos de homossexuais na PM, mas de transexual é o primeiro caso”.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade
  • CHARGE DO DIA

Mais lidas