Siga o Jornal de Brasília

Sem Firula

Em risco

Por causa da Libertadores (desculpa dos clubes) ou por exigência da televisão, para vender os pacotes de pay per view (convenhamos, verdade mais verdadeira), teremos neste sábado o clássico do futebol paulista no fim de semana.

E é um clássico com dois times em perigo.

Bem verdade que o temor palmeirense está mais na matemática do que em campo, mas o São Paulo…

O tricolor recebe o Verdão, no Pacaembu, sabendo que uma derrota pode deixá-lo fora da zona de classificação faltando apenas uma rodada para o término da fase de grupos do Campeonato Paulista.

Já imaginaram?

O São Paulo em segundo lugar no grupo D, com os mesmos 14 pontos ganhos que o Ituano e apenas dois à frente do Oeste.

Uma derrota diante do Palmeiras pode representar ser ultrapassado pelo Oeste, que enfrenta o Corinthians, domingo.

Já imaginaram? Ter de torcer para o Timão para não correr o risco de cair fora logo nos grupos?

Dilema cruel para os torcedores são-paulinos.

E o que dizer do clássico campineiro?

Só um milagre classifica a Ponte Preta, no grupo A, mas sua maior motivação contra o Guarani é acabar com as chances do rival.

Ou seja: uma vitória pode manter as chances da Macaca (remotíssimas, mais matemáticas do que qualquer outra coisa) e, de quebra, elimina o Bugre.

Um fim de noite feliz para meia Campinas.

Pode ser

O sorteio da Liga dos Campeões manteve o suspense: poderemos ter o duelo Cristiano Ronaldo x Messi na decisão do torneio.
Ou, para os menos individualistas, Juventus x Barcelona.

As bolinhas definiram, nesta sexta-feira, não apenas os confrontos das quartas-de-final como o caminho para a decisão, dia 1º de junho, em Madri (já imaginaram, o time catalão e o time do ex-maior-craque do Real Madrid, na capital espanhola?).

Nas quartas teremos Manchester United x Barcelona, Ajax x Juventus, Tottenham x Manchester City e Liverpool x Porto.
Como se percebe, um time inglês, ao menos, estará nas semifinais.

E dois deles, podemos dizer, são favoritos: o Manchester City e o Liverpool, curiosamente os dois líderes da Premier League neste momento.

Não estou querendo, de modo algum, desvalorizar o potencial de Tottenham e Porto, mas não há como negar o maior poderio dos rivais.

Voltando a falar, porém, de Cristiano Ronaldo e Messi, ou melhor, de Juventus e Barcelona…

Pelo sorteio, nas semifinais se encontrarão os vencedores de Liverpool x Porto e Manchester United x Barcelona, de um lado; e os ganhadores de Ajax x Juventus e Tottenham x Manchester City de outro.

Uma final inglesa é possível.

Mas pode ser, também, que fique apenas um da armada britânica – o que provocaria surpresa no colunista, devo admitir.
As expectativas, repito, são para um duelo entre Messi e Cristiano Ronaldo.

Se acontecerá ou não…

Respeito

Polêmicas à parte, não há como negar a importância de Eurico Miranda para o Vasco.

Pelo menos o Eurico Miranda inicial, se é que me faço entender.

Por isso, considerei justas as homenagens do clube, na partida contra o Avaí, e da torcida.

O minuto de silêncio foi respeitado (coisa rara em estádios de futebol), seguido pelo hino do clube e uma salva de palmas.

O torcedor, aquele que sofre e vibra com seu time, via no cartola a representação de tudo aquilo que desejaria ser e fazer, sem condições: briga irrestrita pelo time, passando por cima de quem quer que fosse.

E a frase, que virou mote de seu retorno mais recente, “o respeito voltou”, caiu como uma luva para sua despedida: respeito eterno..

Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade
  • CHARGE DO DIA

Mais lidas