Ibram: 90% do orçamento gastos com pessoal

Os números apresentados no relatório de gestão fiscal do Instituto Brasília Ambiental (Ibram) impressionaram os deputados que compõem a Comissão de Fiscalização, Gestão, Transparência e Controle da Câmara Legislativa. Do orçamento de cerca de R$ 70 milhões do órgão, R$ 58,6 milhões foram destinados exclusivamente para o pagamento de salários, enquanto R$ 5,2 milhões foram destinados às despesas com manutenção, água e luz, R$ 93 mil com investimentos e R$ 3 milhões foram efetivamente gastos com a atividade-fim, que é proteção do meio ambiente. “Se somarmos o valor pago a título de auxílio alimentação aos gastos com pessoal, verificaremos que o Ibram gasta 90% do orçamento somente para pagar os funcionários. Apesar disso, precisamos reforçar o quadro de pessoal”, afirmou o superintendente Cleycione Carlos.

Multas como receitas

Aos deputados presentes, o gestor reconheceu que o órgão busca receitas próprias com a aplicação de multas, licenciamentos e concessões de uso.

Protesto suspenso

O Sindicato Nacional dos Auditores e Técnicos Federais de Finanças e Controle (Unacon Sindical) suspendeu o protesto nacional, que estava marcado para hoje, após a Presidência da República divulgar nota em que informa da nomeação de Wagner de Campos Rosário, secretário-executivo do Ministério da Transparência, Fiscalização e Controladoria-Geral da União (CGU), para o posto, interinamente, de ministro da CGU.

Heróis reais

Agentes de segurança pública podem participar da etapa Centro-Oeste do prêmio Heróis Reais, iniciativa inédita de valorização e reconhecimento dos profissionais de todo o País. As inscrições para as melhores ocorrências de 2015 e 2016 podem ser feitas até 14 de junho, pelo site www.heroisreais.com.br.

Votação popular

A triagem dos melhores relatos será feita por uma comissão de especialistas e os finalistas terão as histórias gravadas em vídeos e disponibilizadas no site oficial para votação popular. Os vencedores de cada região também avançam para a etapa nacional, marcada para o fim deste ano. Além do reconhecimento, os vencedores ganharão equipamentos, treinamentos e viagens nacionais e internacionais.

Descanso para enfermeiros e técnicos

Na sessão de ontem, deputados distritais rejeitaram nove vetos do governador Rodrigo Rollemberg a projetos de parlamentares. Entre eles, está o PL 1.147/2016, de autoria do deputado Chico Vigilante (PT), que determina a destinação de um espaço nas unidades de saúde para o descanso dos profissionais da área de enfermagem a exemplo do que já acontece com os médicos.

Cadastre-se para receber as notícias do Jornal de Brasília.

COMPARTILHAR