Galeria lotada

Eram servidores da Saúde os que protestavam contra a criação do Instituto Hospital de Base, quarta-feira, na Câmara Legislativa. E todos se perguntavam onde o governador Rodrigo Rollemberg teria encontrado os que resolveram se posicionar a favor da medida. Quando os deputados discutiam se a votação deveria passar para a próxima sessão, o distrital Raimundo Ribeiro (PPS) provocou: “Só não sei se, na terça, o ônibus que trouxe o pessoal estará disponível.”

Não era a hora

Publicidade

Os deputados ainda votavam um projeto que garante isenção de ICMS de veículos destinados a pessoas com deficiência, quando a galeria aplaudia o “sim” dos parlamentares. O vice-presidente da Casa, Wellington Luiz (PMDB) pegou o microfone para avisar que não se tratava ainda dá criação do Instituto. Não deixaram que ele terminasse nem a primeira frase. “Nós sabemos”, gritaram, da galeria, os favoráveis ao governo.

Federalização da Segurança

Já tramita na Câmara dos Deputados a Proposta de Emenda à Constituição (PEC 336/17) que prevê a federalização da Segurança Pública do DF. De autoria do deputado federal Laerte Bessa (PR-DF), a PEC contou com o apoio do Sindicato dos Policiais Civis do Distrito Federal (Sinpol-DF) na coleta de aproximadamente 200 assinaturas de parlamentares. Toda a bancada do DF assinou o requerimento.

Desvio de recursos

A justificativa para o projeto são as reiteradas denúncias do Sinpol-DF de que há desvios de recursos do Fundo Constitucional – criado exclusivamente para custear a segurança pública da capital federal – para outras finalidades, principalmente na gestão do atual governador Rodrigo Rollemberg.

Cadastre-se para receber as notícias do Jornal de Brasília.

COMPARTILHAR