Eles têm 13, bebê

“Eles têm 13, bebê” foi a frase que o deputado distrital Ricardo Vale (PT) disparou ao ser questionado sobre por que a oposição declinou de retirar o quórum da sessão em que começou a ser discutido o projeto do Executivo que cria o Instituto Hospital de Base.

Não adiantaria esvaziar

Publicidade

Inicialmente, os oito parlamentares contrários à proposta – Cláudio Abrantes (sem partido), Ricardo Vale, Wasny de Roure (PT), Chico Vigilante (PT), Celina Leão (PPS), Raimundo Ribeiro (PPS), Renato Andrade (PR) e Wellington Luiz (PMDB) – até cogitaram esvaziar a sessão, mas fizeram as contas e viram que o governador Rodrigo Rollemberg levaria a melhor. Foi a chegada da deputada Liliane Roriz (PTB) que definiu os votos favoráveis ao governo, embora, até o fim da sessão, as opiniões de Chico Leite (Rede) e Israel Batista (PV) eram tidas como “dúvida” – outros 12 parlamentares, no entanto, já estariam fechados com o Palácio do Buriti.

E o Reginaldo, vai?

Com o adiamento da votação do projeto mais polêmico do semestre para terça-feira, há a possibilidade de o deputado Reginaldo Veras (PDT) participar da sessão. De licença médica para se recuperar de uma cirurgia, ele terá tempo para ganhar aval do médico e votar contra a proposta do Buriti. Enquanto ocorria a sessão de quarta, ele fazia revisão do procedimento e não pode ir à Casa. Mandou uma carta explicando que permanecia contrário à ideia. “Sei das dificuldades que a saúde pública do DF passa, mas acredito que não é a criação do Instituto que mudará esse quadro”, escreveu.

A galeria que incomodou

Foram vários os deputados distritais que perderam a paciência com as pessoas que se manifestavam na galeria da Câmara Legislativa, na tarde de quarta, enquanto discutiam a criação do Instituto Hospital de Base. A deputada Liliane Roriz, que deve votar com o governo, pediu a palavra para elogiar o Hospital de Base de décadas atrás, quando o atendimento era de excelência e o pai dela – Joaquim Roriz – era o governador. Pediu silêncio e ameaçou: “Ia falar bem, mas não vou falar mais. Vocês não deixam.”

Sobram bois

Criadores de gado de corte do Estado de Goiás amargam prejuízos históricos, desde quando estourou o escândalo da Operação Carne Fraca. Com a diminuição das exportações e a diminuição da demanda da JBS, no estado, são obrigados a comercializar o rebanho por preços bem abaixo do que estavam acostumados. São muitos os pecuaristas que já avistam outros ramos de negócios.

Selfie

Empolgado, o governador Rodrigo Rollemberg passou boa parte do dia na Campus Party, ontem. Entre um evento e outro, ele aproveitou o tempo para pilotar um drone e até tirar foto com pessoas que usavam aquela máscara do filme “V de Vingança”, popularizada pelo grupo ativista Anonymus.

Consulta gratuita

Grávida, a deputada Sandra Faraj (SD) aproveitou a presença de médicos do SindMédico-DF no plenário da Câmara Legislativa, na quarta-feira, para se consultar com um dos profissionais que se identificou como obstetra: “Estou com o lado direito muito mais inchado que o esquerdo. Por que será isso?”, questionou a parlamentar, apontando
para o pé.

Networking

Circulou muito entre os pares, trocou palavras e afagos, a parlamentar evangélica, na sessão em que os deputados começaram a discutir sobre a criação do Instituto Hospital de Base. Trocou sorriso e papo ao pé do ouvido, inclusive com o secretário de Saúde, Humberto Fonseca.

Cadastre-se para receber as notícias do Jornal de Brasília.

COMPARTILHAR