Para uma xícara de café

O governador Rodrigo Rollemberg vai pessoalmente à Câmara Legislativa, hoje, protocolar três projetos de lei de interesse do Executivo. As propostas atendem a reivindicações do setor produtivo e devem impulsionar a economia. O governo tardou em formalizar os textos e deve pedir agilidade ao presidente da Casa, deputado Joe Valle (PDT), que recebe Rollemberg com todas as formalidades que a visita requer. Embaixo do braço, estarão o novo código de obras e edificações, um projeto de compensação urbanística e a lei de permeabilidade do solo.

Agilizar é preciso

Publicidade

O Palácio do Buriti reforça que são projetos importantes, definem um marco para o setor da construção civil e destravam a regularização de empreendimentos e construções. Após a entrega dos textos, os secretários da Casa Civil, Sérgio Sampaio, e da Gestão do Território e Habitação, Thiago de Andrade, explicam as propostas aos jornalistas, no Salão Nobre do Buriti.

Agenda positiva

A ida de Rollemberg à Casa faz parte de uma nova estratégia do governo, que passou a ter, há algum tempo, uma agenda de inaugurações e lançamentos. Como os projetos não implicam em aumento de gastos, o governador não deve ter dificuldade em aprová-los e ainda deve angariar estrelinhas douradas do empresariado da construção civil.

Cronograma da pecúnia

Professores e orientadores educacionais da rede pública de ensino ocupam a Praça do Buriti, na manhã de hoje. A intenção da categoria é pressionar o Governo do DF a apresentar um cronograma para o pagamento das pecúnias da licença-prêmio dos aposentados em 2016 e 2017. O Sindicato dos Professores do DF (Sinpro-DF) informa que uma comissão foi recebida no Buriti, na semana passada, mas não foi apresentada proposta concreta. Nas contas da entidade, dos 1.177 professores e orientadores aposentados em 2016, 869 têm direito à pecúnia da licença-prêmio.

Divino de Planaltina

Os políticos do DF migraram do Pentecostes do Padre Moacir, que é investigado pela Operação Lava-Jato, para a tradicional Festa do Divino Espírito Santo de Planaltina. Muitas autoridades e mandatários foram vistos por aquelas bandas no último fim de semana. políticos e autoridades do DF. Na casa dos festeiros da Paróquia de Nossa Senhora de Nazaré, Takane e Eliete, passaram cerca de 1.600 pessoas. Dentre os convidados, o governador Rodrigo Rollemberg; o secretário das Cidades, Marcos Dantas; o subsecretário de Mobiliário Urbano, Marlon Costa; o quase-e-de-fato-líder do governo na Câmara Legislativa, Agaciel Maia (PR); e o pré-candidato ao Buriti, deputado federal Izalci Lucas (PSDB-DF).

Sorrisos, nem tanto

Rollemberg foi hostilizado pelos fieis do Divino, em Planaltina. Apesar dos sorrisos e apertos de mão distribuídos, ele enfrentou caras feias por lá. Moradores da região reclamam da suspensão dos processo de regularização, principalmente por que o motivo alegado pelos servidores questionados é que são “ordens de cima”.

Dias de festa para o PPS

A filiação do ex-senador Valmir Campelo é motivo de muita comemoração no PPS. Marcada para o próximo sábado, a filiação ocorre na Associação Comercial do Distrito Federal. O fato de ser uma “liderança reconhecida e respeitada” tem animado a executiva regional. Tudo indica que Campelo virá candidato a um cargo majoritário no ano que vem. Mas o partido prega paciência. “O ex-senador Valmir Campelo tem crédito e currículo para ser candidato ao cargo que desejar no PPS. Entretanto, por uma questão de método, a indicação para uma candidatura ao Executivo só pode ser feita com o aval do diretório regional”, explica Chico Andrade, que preside o partido no DF.

Alternativa

O diretório aproveita a data, que já é considerada histórica para o partido, para se reunir e discutir a conjuntura política. A imagem de Campelo deve ser muito explorada pela sigla dos deputados Celina Leão e Raimundo Ribeiro. Principalmente em tempos como os de hoje. ”O certo é que Brasília está precisando de pessoas sérias, experimentadas e, sobretudo, não envolvidas nos escândalos, condições e atributos que Valmir bem ostenta”, destaca o presidente do PPS-DF.

Alianças

Para que os planos do partido sejam concretizados, ainda são necessárias algumas conversas e articulações, lembra Andrade. “Ele, assim como o partido, vai precisar de um tempinho para amealhar alianças, avaliar o cenário. Mas não tenhamos tanta pressa. Vamos construir um projeto sério para Brasília e para tirar o País dessa depressão”, afirma Chico Andrade.

Banquete e promoção

Cabo Theodoro, o PM que salvou 20 pessoas de um incêndio em Samambaia, vai almoçar com o governador Rodrigo Rollemberg, hoje, na Residência Oficial de Águas Claras. Além do banquete-homenagem, ele deve ser promovido a terceiro-sargento.

Cadastre-se para receber as notícias do Jornal de Brasília.

COMPARTILHAR