Espaço Secreto em mais uma polêmica

A boate Espaço Secreto, no Setor de Oficinas Sul (SOF Sul), foi palco de mais uma polêmica na última sexta-feira, dia 16. No início da noite, policiais militares ameaçaram fechar o local, que funciona sem alvará. Já no fim do evento, músicos relataram ter sofrido agressões por parte dos seguranças da casa.

De acordo com um dos DJs que tocou na festa, Don Cesão, por volta das 5h, ele foi chamado por um dos produtores do evento para receber o dinheiro combinado pela prestação do serviço. Ao chegar no camarim, segundo Cesão, se deparou com um dos seguranças do estabelecimento, que o recebeu com dois socos.

boate

“Ele ordenou aos outros seguranças para trancar a porta. Ficamos cerca de 5 minutos em cárcere privado. A nossa sorte é que os nossos amigos, que estavam do lado de fora, arrombaram a porta e conseguiram intervir”, disse em entrevista ao portal Solow Bass. O proprietário da boate, Felipe Ewerton, foi procurado pelo Jornal de Brasília, mas não retornou até a publicação desta nota.

INTERDIÇÃO

O espaço foi interditado pela Agência de Fiscalização do Distrito Federal (Agefis) em abril. No entanto, desde então, segue funcionando normalmente. De acordo com o órgão, o dono, Felipe Ewerton, vem sendo notificado desde março. Por descumprimento do auto de interdição, o espaço foi multado em R$ 3,32 mil.

Na última quarta-feira (15), o Ministério Público do DF entrou na Justiça pedindo o fechamento imetiato por poluição sonora da boate. A ação, que tramita na Vara de Meio Ambiente não tem prazo para ser julgada. O órgão pede, além do pagamento de danos morais no valor de R$ 500 mil, o corte de água e luz da boate.

Fotos de reprodução

Cadastre-se para receber as notícias do Jornal de Brasília.

COMPARTILHAR