O desafio de encurtar distâncias

Milhares de brasileiros, sobretudo os mais pobres, enfrentam diariamente dificuldades para chegar a escolas, hospitais, bancos e locais de trabalho. Mas graças ao Ford Lab: Mobilidade para Todos, essa realidade pode mudar. O projeto foi lançado nesta quarta-feira, 14 de junho, durante a primeira edição da Campus Party Brasília.

A Ford Fund, braço filantrópico da Ford, e a Artemisia, organização pioneira no Brasil no fomento a negócios de impacto social, se uniram para desenvolver uma Tese de Impacto em Mobilidade e o Programa Ford Lab. A primeira irá reunir informações relevantes sobre os desafios reais de locomoção enfrentados pela população de baixa renda no Brasil e, a partir desses dados, mapear oportunidades de negócios que tenham potencial para crescer e impactar milhões de pessoas, facilitando deslocamentos. “Temos interesse em investir nas startups que gerem um resultado positivo para o país”, afirmou Lyle Watters, presidente da Ford América do Sul, durante coletiva de imprensa. O lançamento da Tese de Impacto está previsto para primeiro trimestre de 2018.

20170614_121956

Já o Ford Lab: Mobilidade para Todos vai identificar e selecionar startups em fases iniciais de funcionamento para um processo de aceleração: durante seis semanas, empreendedores com soluções inovadoras e promissoras receberão consultoria com especialistas – profissionais que apoiarão a formatação de modelos de negócio. Ao final do programa, os empreendedores terão maior clareza sobre os próximos passos a seguir para crescer e impactar positivamente a sociedade.

Os interessados em receber a consultoria poderão se inscrever em agosto. “Será o primeiro laboratório do mundo nesse formato. Não somos apenas uma empresa que fabrica excelentes carros; queremos dar um retorno à sociedade”, enfatizou o presidente da Ford Fund, Jim Vella.

20170614_122343Prova disso, segundo Vella, é o apoio a outras iniciativas com impacto social no Brasil e no mundo. Em abril último, por exemplo, a entidade apresentou o programa Ford Empower-HER, em parceria com o Michigan Women’s Foundation, para incentivar startups comandadas exclusivamente por mulheres a desenvolver soluções e produtos que tenham potencial para tornar suas comunidades lugares melhores para se viver. Além disso, está envolvida em projetos sociais no país, com destaque para o Projeto Axé, na Bahia, que atende e cria oportunidades para mulheres e adolescentes em situação de vulnerabilidade social.

“No Brasil, a área de responsabilidade social da Ford está baseada nos pilares de educação e sustentabilidade, tanto ambiental quanto social. A partir de agora, a parceria com a Artemisia vai permitir também impactar positivamente a sociedade mudando a forma como as pessoas se movem. Isso sem falar na possibilidade de estimular o empreendedorismo no país, que é fundamental para o desenvolvimento econômico”, explicou o presidente da Ford Fund.

Cadastre-se para receber as notícias do Jornal de Brasília.

COMPARTILHAR